Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Portugueses vão poder agendar vacina para a Covid-19

13 abr, 2021 - 12:53 • Redação

O processo de autoagendamento vai acontecer em paralelo com o sistema centralizado que já está em vigor desde o início do plano, anunciou o coordenador da "task force", Gouveia e Melo, na reunião com especialistas e responsáveis políticos, na sede do Infarmed.

A+ / A-

Veja também:


Os portugueses vão poder passar a autoagendar a vacinação para a Covid-19, anunciou esta terça-feira o coordenador da “task force”, o vice-almirante Gouveia e Melo.

O processo de autoagendamento vai acontecer em paralelo com o sistema centralizado que já está em vigor desde o início do plano.

Será criado para o efeito um site na internet para as pessoas fazerem o autoagendamento, mas também poderá será feito com a ajuda das juntas de freguesia, nos bombeiros, na PSP ou na GNR.

"Nós fazemos um agendamento centralizado, com base na base de dados de utentes. Esse agendamento vai continuar a ser feito, mas vai ser agregado a uma possibilidade de fazer o autoagendamento. As próprias pessoas podem ir a um site e, estando dentro da faixa etária, poderem agendar-se para um determinado centro de vacinação", explica Gouveia e Melo.

O objetivo é que "não fique ninguém para trás", sublinha.


Esta alteração constitui "uma grande resposta" a nível de agendamento, declarou o coordenador da “task force” do plano de vacinação.

A "task force" para o plano de vacinação Covid-19 decidiu alterar o calendário. Em vez da entrada na Fase 2 de vacinação, Portugal já está esta semana a misturar os critérios das fases 2 e 3.
Na reunião desta manhã no Infarmed, o vice-almirante Gouveia e Melo explicou que está definitivamente adotada a estratégia da vacinação por idades.

"O que se está a fazer é uma transição para uma fase diferente, que mistura a fase 2 e a fase 3, que é uma fase de abundância em que, em vez do detalhe, o que é importante é a fluidez, começando dos 70 anos para baixo, por faixas etárias de dez anos", explicou.

Com esta nova estratégia Gouveia e Melo continua a acreditar que, até agosto, terá conseguido vacinar 70% da população portuguesa pelo menos com uma dose.

“A partir de agora vamos uma sequenciação etária pura, como método principal, usando 90% das vacinas para isso e deixando 10% para doenças que não estão relacionadas com a idade”, adiantou Gouveia e Melo.

No final da reunião, a ministra da Saúde afirmou que Portugal já esteve numa “situação epidemiológica mais favorável” e os próximos dias serão “decisivos” para o controlo da pandemia de Covid-19 e para a continuação do desconfinamento.

“Já estivemos numa situação epidemiológica mais favorável, há 15 dias, há um mês, mas o nível de confinamento também era superior”, declarou Marta Temido, no final da reunião com especialistas na sede do Infarmed, em Lisboa.

Portugal registou nas últimas 24 horas mais cinco mortos e 408 infetados com Covid-19. De acordo com os dados divulgados no boletim diário da Direção-Geral da Saúde divulgado esta terça-feira, o número de casos ativos diminuiu. Há neste momento 25.441 casos da doença, menos 343 do que ontem.

Evolução da Covid-19 em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+