Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Coronavírus

Madeira retoma vacinação com AstraZeneca na sexta-feira

18 mar, 2021 - 21:49 • Lusa

Depois de ter sido suspensa, a Agência Europeia do Medicamento concluiu esta quinta-feira que a vacina não apresenta riscos comprovados à saúde.

A+ / A-

A administração da vacina da AstraZeneca na Madeira, suspensa há três dias na sequências das indicações da Direção-Geral da Saúde, vai ser retomada na sexta-feira, segundo foi anunciado esta quinta-feira. A decisão segue-se à da Direção-geral da Saúde, que anunciou esta tarde que a vacina também será retomada em Portugal continental.

“A Direção Regional de Saúde informa que a inoculação com a vacina AstraZeneca contra a Covid-19 na Região Autónoma da Madeira será retomada no dia 19 de março, a partir das 13:00, no Centro de Vacinação do Funchal, localizada no Madeira Tecnopolo”, lê-se na informação divulgada pelo gabinete do Secretário Regional da Saúde do arquipélago.

A nota adianta que a vacina da AstraZeneca vai voltar a ser aplicada a “docentes e não docentes, grupo definido como prioritário nesta fase da campanha de vacinação” na Madeira.

A DRS explica que “esta resolução está fundamentada na tomada da decisão da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que reafirmou hoje [18 de março], que a vacina AstraZeneca é segura e eficaz”.

A autoridade regional de saúde menciona que, até 15 de março, “foram vacinados cerca de 4.000 pessoas com AstraZeneca pertencentes a outros grupos prioritários” na região.

Segundo a DRS, além das vacinas administradas no centro do Funchal, o plano de vacinação vai abranger grupos prioritários nos concelhos de Câmara de Lobos e Ponta do Sol, na zona oeste da Madeira.

A DRS ainda informa que está disponível uma linha de apoio gratuita para a população dedicada à vacinação Covid-19 [SRS VACINA COVID-19 - 800 210 263].

De acordo com o último boletim de vacinação divulgado, entre 31 de dezembro de 2020 e 14 de março deste ano foram administradas na Região Autónoma da Madeira 35.133 vacinas contra a Covid-19.

“Do número total de vacinas administradas (35.133), 22.051 correspondem à administração da primeira dose e 13.082 foram segundas doses da vacina”, indicou a uma nota distribuída em 14 de março pelo Governo Regional.

O executivo insular realçou que “as pessoas vacinadas integram os grupos prioritários definidos no Plano Regional de Vacinação contra a Covid-19 na Madeira, de acordo com a alocação das vacinas à região”.

“Até ao dia 14 de março, 72% da pessoas residentes na região com mais de 80 anos já receberam a primeira dose da vacina e 32% destas têm a vacinação completa, mais concretamente 3.571 pessoas”, destacou.

O Plano Regional de Vacinação Covid-19 da Madeira estabelece três fases, a começar pelos grupos prioritários, ao que se seguem as pessoas com comorbilidades e, depois, o resto da população.

A estimativa aponta que sejam vacinadas 50 mil pessoas na primeira fase, outras 50 mil na segunda fase e, por fim, 100 mil pessoas.

O boletim epidemiológico distribuído esta quinta-feira pela DRS anunciou que a Madeira registou nas últimas 24 horas 35 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 e mais 41 doentes recuperados, existindo 656 situação ativas no arquipélago.

Entretanto, a DRS anunciou mais uma morte devido à Covid-19, um doente com 88 anos, com comorbilidades associadas, no Hospital do Funchal, elevando para 68 o total de óbitos relacionados com a doença.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.682.032 mortos no mundo, resultantes de mais de 121,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.743 pessoas dos 816.055 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+