Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19

Portugal levanta suspensão da vacina AstraZeneca

18 mar, 2021 - 18:58 • Redação

Anúncio feito numa conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, Infarmed e task-force do plano de vacinação. Fármaco da AstraZeneca volta a ser administrado a partir de segunda-feira.

A+ / A-
🔴Em Direto. Vacina da Astrazeneca - Atualização

🔴Em Direto. Vacina da Astrazeneca - Atualização Acompanhe em direto a conferência de imprensa da DGS, Infarmed e task force com a atualização da informação sobre a vacina Covid-19 da Astrazeneca.

Publicado por Renascença em Quinta-feira, 18 de março de 2021

Veja também:


Portugal levanta a suspensão da vacina AstraZeneca para a Covid-19. O anúncio foi feito esta quinta-feira à tarde numa conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde (DGS), Infarmed e "task-force" do plano de vacinação.

O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da "task force", disse que o plano de vacinação vai ser retomado na segunda-feira, já com a vacina da AstraZeneca, e acelerado, para compensar a interrupção que foi causada pelas suspeitas.

Cerca de 120 mil pessoas ficaram por vacinar nesta última semana, mas isso é recuperável, diz o militar. "Vamos recuperar rapidamente e vamos continuar a vacinar outras, para além dessas. Numa semana ou numa semana e meia teremos tudo recuperado, como se não tivesse havido interrupção."

O vice-almirante Gouveia e Melo esclareceu que a quantidade de vacinas da AstraZeneca que estavam previstas para Portugal para o segundo trimestre do ano era inicialmente de 4,4 milhões e foi reduzido para 1,5 milhões, sendo que os planos já foram revistos e adaptados a esta realidade.

Os professores e o pessoal não docente vão começar a ser vacinados contra a Covid-19 a partir de dia 27 deste mês. “Para além de fazermos o arranque da vacinação com AstraZeneca a partir de segunda-feira, os docentes e não docentes serão vacinados a partir do fim de semana a seguir”, declarou o coordenador da "task force".


Portugueses podem e devem confiar na vacina

A medida foi tomada horas depois de a Agência Europeia do Medicamento (EMA) ter renovado a confiança na vacina criada pela farmacêutica AstraZeneca em colaboração com a Universidade de Oxford.

As autoridades de saúde portuguesas tinham suspendido o fármaco na terça-feira, na sequência de algumas reações adversas em pessoas que tomaram aquela vacina, nomeadamente a formação de coágulos sanguíneos. Não houve nenhum caso suspeito em Portugal. A decisão, segundo Graça Freitas, não foi política, mas obedeceu ao princípio da precaução, usada na saúde pública.

A diretora-geral da Saúde disse ainda que os cidadãos devem confiar na vacina, e que a metodologia adotada perante estas dúvidas que se levantaram na última semana, só comprovam a seriedade do processo e devem, por isso, reforçar a confiança dos cidadãos.

Apesar de questionada sobre se as pessoas podem recusar a vacina da AstraZeneca, especificamente, recebendo outra vacina em alternativa, Graça Freitas apenas insistiu, por duas vezes, que quem se quer imunizar não deve recusar usar qualquer vacina, de qualquer marca.

Em resposta a outra questão, Rui Ivo, da Infarmed, disse que é prematuro falar no uso de outras vacinas disponíveis no mercado, nomeadamente a vacina russa, uma vez que só podem ser usadas vacinas aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento.

[Notícia atualizada às 19h20]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ah, pois
    19 mar, 2021 É cá uma confiança 09:16
    É: portugueses devem "confiar" na vacina, mas à cautela, as Graças Freitas deste mundo já vêem com as ameaças da ordem, " se não aceitas a AstraZeneca, vais para o fim da fila de vacinação".
  • Petervlg
    19 mar, 2021 Trofa 08:52
    isto é o desrespeito pela segurança da vida humana!
  • Tomem-na vocês
    18 mar, 2021 Europa destruída 19:36
    Prefiro tentar adquirir por portas e travessas a Sputnik-V , que este calhambeque da AstraZeneca, que só insistem nela porque é a mais barata e compraram milhões - que não chegaram ainda, diga-se de passagem

Destaques V+