Tempo
|
A+ / A-

MAI

Prazos para a limpeza obrigatória de terrenos vão ser prolongados

04 mar, 2021 - 08:24 • Celso Paiva Sol , Ana Carrilho , Sofia Freitas Moreira

A exemplo do que já aconteceu no ano passado, Eduardo Cabrita, em declarações à Renascença, justifica o adiamento com a pandemia, a que junta este ano também um inverno muito chuvoso.

A+ / A-

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, confirma que os prazos para a limpeza obrigatória de terrenos vão ser prolongados, apesar de despacho ainda não estar pronto para ser aprovado no Conselho de Ministros desta quinta-feira.

A exemplo do que já aconteceu no ano passado, Eduardo Cabrita, em declarações à Renascença, justifica o adiamento com a pandemia, a que junta este ano também um inverno muito chuvoso.

“A prorrogação está assumida. As características quer da pandemia, quer da meteorologia em janeiro e fevereiro, assim o justificam, portanto, o prazo de 15 de março será certamente prorrogado”, assume o ministro.

Em dia de Conselho de Ministros dedicado às florestas, que vai ser presidido pelo Presidente da República, o Governo vai fazer um ponto de situação dos mais de três anos que já leva a reforma do sistema de prevenção e combate aos incêndios.

Marcelo Rebelo de Sousa foi convidado para presidir ao último Conselho de Ministros do seu primeiro mandato e escolheu as florestas como tema central.

O ministro da Administração Interna diz à Renascença que o Governo vai mostrar o trabalho que já fez e o que ainda vai fazer.

“O que temos aqui é, para além de uma oportunidade de balanço de tudo aquilo que mudou desde 2017, de aprofundarmos uma dimensão, olhando para o futuro”, afirma Eduardo Cabrita.

Questionado sobre o facto de a reforma estar longe de concluída, passados mais de três anos do Conselho de Ministros que lançou esta reforma, Cabrita sublinha o que já foi feito, em especial a mudança de mentalidade para a importância de proteger a floresta.

“Foi esta alteração de comportamentos e esta alteração de consciência na sociedade portuguesa que contribuiu quer para as reformas institucionais profundas, quer, sobretudo, para três anos de resultados positivos que têm agora de ser aprofundados”, conclui o ministro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+