Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

António Costa deseja melhoras a Donald Trump

02 out, 2020 - 13:57 • Ricardo Vieira

Donald Trump e a mulher, Melania Trump, confirmaram, esta sexta-feira, que testaram positivo para a Covid-19. O anúncio foi feito pelo presidente norte-americano através do Twitter.

A+ / A-

Veja também:


O primeiro-ministro, António Costa, deseja as melhoras ao Presidente norte-americano, Donald Trump, que testou positivo à Covid-19.

“Desejo as melhoras, naturalmente. O que é que se deseja a qualquer pessoa que está doente? As melhoras”, disse António Costa, esta sexta-feira, no final do Conselho Europeu, em Bruxelas.

Questionado sobre eventuais impactos da infeção de Trump nas eleições presidenciais nos Estados Unidos, o primeiro-ministro português preferiu não vestir a pele de comentador político.

“Não sei. Não sou analista político, não vou entrar nessas especulações”, declarou.


Sobre se alguém comentou a doença de Donald Trump na reunião do Conselho Europeu, António Costa respondeu: “Não, mas também não é hábito o Conselho discutir as notícias do dia”.

Donald Trump e a mulher, Melania Trump, confirmaram, esta sexta-feira, que testaram positivo para a Covid-19. O anúncio foi feito pelo presidente norte-americano através do Twitter.

“Vamos começar a nossa quarentena e processo de recuperação imediatamente. Vamos ultrapassar isto juntos!”, escreveu Trump no tweet publicado na madrugada desta sexta-feira.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e a mulher, Karen Pence, testaram negativo à Covid-19, avança o seu porta-voz, esta sexta-feira.

Luz ultravioleta e injeções com desinfetante. As propostas perigosas de Trump para a cura de Covid-19
Luz ultravioleta e injeções com desinfetante. As propostas perigosas de Trump para a cura de Covid-19
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+