Tempo
|
A+ / A-

Autarquia de Ponte de Lima lamenta morte de D. Anacleto Oliveira

19 set, 2020 - 17:12 • Olímpia Mairos

"Trata-se de uma perda irreparável para a Diocese de Viana do Castelo e para a Igreja Portuguesa", afirma o município de Ponte de Lima.

A+ / A-

A autarquia de Ponte de Lima manifesta o "mais profundo sentimento de pesar pela morte inesperada de D. Anacleto Oliveira".

"Trata-se de uma perda irreparável para a Diocese de Viana do Castelo e para a Igreja Portuguesa, o desaparecimento deste prelado que há dez anos a Santa Sé nomeou Bispo Titular da Diocese de Viana do Castelo, e que ainda recentemente celebrou o Jubileu Sacerdotal", assinala a autarquia em comunicado.

O município de Ponte de Lima, neste "momento tão doloroso", endereça as "mais sentidas condolências à família de D. Anacleto Oliveira" e reconhece "o papel a todos os níveis meritório de D. Anacleto de Oliveira, nos campos da liturgia e da espiritualidade, assim como na interpretação e tradução do texto bíblico".

"Mas recordamos, sobretudo, a sua bondade, o seu espírito altruísta e conciliador, como grande cristão que era, a sua preocupação constante em contactar com as comunidades católicas e com a população, perante quem se sentia um verdadeiro Pastor", finaliza.

O bispo D. Anacleto Oliveira faleceu na sexta-feira aos 74 anos, na sequência de um despiste de automóvel ao fim da manhã. Era o único ocupante da viatura.

Em nota enviada à Renascença, a diocese sublinha que em breve dará indicações sobre as cerimónias exequiais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.