Tempo
|
A+ / A-

Remodelação no Governo

Marta Temido sobre a saída de Jamila Madeira: "As mudanças acontecem"

18 set, 2020 - 16:14 • Fábio Monteiro

Ministra da Saúde diz que as “renovações fazem parte da dinâmica normal dos Governos” e devem ser “encaradas com normalidade”.

A+ / A-

“As mudanças acontecem”: foi assim, de forma sucinta e dura, que a ministra Marta Temido comentou esta sexta-feira, durante a conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, a saída de Jamila Madeira do lugar de secretária de Estado adjunta da Saúde.

De acordo com a ministra, as “renovações fazem parte da dinâmica normal dos Governos” e devem ser “encaradas com normalidade”.

As mudanças acontecem quando se procura “afinar métodos de trabalho, aprofundar resultados, independentemente do esforço de quem antes tenha ocupado” os lugares, disse Temido. Recorde-se: o “Público” avançou na quarta-feira que foi a ministra quem exigiu a saída de Jamila Madeira do Executivo.

“Quando vim para ministra, aprendi que o respeito que se têm pelos titulares da pasta da Saúde tem de ser enorme. São lugares muito desafiantes e muito exigentes”, afirmou Marta Temido na conferência de imprensa, antes de acrescentar: “Tenho um grande respeito por quem em qualquer circunstância tenha desempenhado quer funções de secretário de Estado quer funções de ministro da Saúde, mas penso que estamos aqui a lidar com situações da normalidade da dinâmica do trabalho dos Governos e da alteração das equipas.”

O Governo de António Costa anunciou esta semana uma remodelação ao nível dos secretários de Estado: entraram cinco novos nomes e António Lacerda Sales passou a ocupar o lugar de Jamila Madeira.

Numa declaração por escrito enviada à Renascença, a ex-governante confessou ter sido apanhada de surpresa com a mudança. “Não pedi para sair e naturalmente fiquei muito surpreendida com a opção da senhora ministra da Saúde! Mas saio de consciência tranquila de missão cumprida com a certeza de que fiz tudo o que estava ao meu alcance num ano particularmente inédito! Faço votos para que o XXII Governo, liderado por António Costa, com quem tenho muito orgulho em trabalhar e para o país tudo continue a correr pelo melhor! A bem de todos!”, escreveu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • antónio Carreira
    18 set, 2020 Estoril 20:33
    Quem a contraria e tem mais protagonismo come. Também não é da seita da ministra. Esta ministra está gasta mostra incompetência para o cargo e não é corrida, impressionante.
  • Ivo Pestana
    18 set, 2020 Funchal 19:43
    Uma mulher corajosa. Parabéns.
  • Gabriel Costa
    18 set, 2020 Lisboa 18:05
    Desde o início acho esta Sr. Ministra muito competente. E, a área da saúde, que toca a todos é uma área muito sensível. Só com a Sra. Bastronária da Ordem dos Enfermeiros não correu muito bem mas aí, para quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro, algo se passou.