Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Costa pede aos portugueses que sejam “muitíssimo disciplinados” a cumprir regras

09 set, 2020 - 19:38

Primeiro-ministro diz que voltar a uma situação de confinamento "é um não cenário", porque o país não a suportaria.

A+ / A-

Veja também:


O primeiro-ministro reafirmou esta quarta-feira que uma situação de confinamento "é um não cenário", porque o país não a suportaria, e pediu aos portugueses para serem "muitíssimo disciplinados" no cumprimentos das regras de combate à Covid-19, no mesmo dia em que Portugal atingiu um pico de casos inédito desde abril.

"A melhor forma de não voltarmos a parar é sermos todos muitíssimo disciplinados no cumprimento das regras. Temos de manter esta pandemia controlada e isso exige uma enorme disciplina da parte de todos nós", frisou António Costa, no final de uma visita à 54.ª edição da Capital do Móvel, na Alfândega do Porto, na véspera de o Conselho de Ministros tomar decisões sobre a situação de contingência que vai vigorar a partir de segunda-feira.

O chefe do Governo lembrou que não é por o "sol brilhar e o tempo estar quente" que se devem relaxar os comportamentos, nomeadamente as pessoas andarem juntas, deixarem de lavar as mãos ou fazerem "grandes jantaradas", porque se o fizerem, o país arrisca-se a perder tudo aquilo que conquistou ao longo dos últimos meses.

"Se há algo que todos nós temos bem presente é que o país não suporta, as famílias não suportam, as empresas não suportam e individualmente cada um de nós não suporta voltar a passar por uma situação de confinamento", vincou.

"Esse é um não cenário, não podemos voltar a parar", reforçou.

António Costa referiu a necessidade de cumprir as regras, mesmo tendo de aprender a viver com elas.

"É mais difícil cumprir as regras de trânsito e aprendemos a cumpri-las ou é mais difícil aprender a ler e a escrever e aprendemos", disse, a título de exemplo.

O vírus não anda sozinho, sublinhou, lembrando que é cada uma das pessoas que potencialmente o leva aos outros.

A propósito das regras, Costa contou aos presentes que, durante a visita ao certame, se cruzou com uma criança, que vai agora para o quinto ano, e a quem perguntou se conhecia as regras para regressar à escola, ao que ela respondeu: "usar a máscara, manter a distância e lavar as mãos".

O primeiro-ministro apontou depois que a forma como as crianças têm apreendido, voltando a pedir um esforço aos portugueses.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 898.503 mortos e infetou mais de 27,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.849 pessoas das 61.541 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+