George Floyd

Papa dirige-se aos Estados Unidos e condena racismo. "Nada se ganha com violência"

03 jun, 2020 - 10:07 • Sofia Freitas Moreira (edição) Vatican News (imagens)

Francisco falou, esta manhã, dos protestos que decorrem nos Estados Unidos, deixando um apelo à paz e à reconciliação nacional. Na habitual audiência das quartas-feiras no Vaticano, o Papa condenou a onda de violência e destruição provocada pela morte de George Floyd. “Não podemos tolerar nem fechar os olhos a qualquer tipo de racismo ou exclusão e pretender defender a sacralidade de cada vida humana”, disse o Papa.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.