|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Centenário do nascimento de S. João Paulo II assinalado a 18 de Maio

11 mai, 2020 - 15:00 • Ana Lisboa

O cardeal patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, vai presidir a uma Missa de Ação de Graças na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Lisboa, que será transmitida "online".

A+ / A-

O movimento juvenil "Eu Acredito" está a organizar a celebração que pretende comemorar o centenário do nascimento de S. João Paulo II.

A data será assinalada na próxima segunda-feira, 18 de Maio, às 19h00, com uma missa presidida pelo cardeal patriarca de Lisboa. Será uma missa de Ação de Graças na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, "com transmissão online através das redes sociais do Patriarcado de Lisboa.

Os promotores da iniciativa encaram-na como "um convite a que todos os jovens e famílias rezem em suas casas, estando em comunhão com a Igreja, para agradecer a vida e o ministério do Papa Santo".

Em comunicado, o movimento "Eu Acredito" reconhece que "vê nesta proposta a oportunidade de partilha entre gerações que, unidas em oração e em comunhão com toda a Igreja, inspirem cada um a 'não ter medo de ser santo'", como nos desafiou Karol Wojtyla".

Karol Wojtyla nasceu a 18 de maio de 1920 em Wadowice, uma localidade perto de Cracóvia, na Polónia.

Foi ordenado padre a 1 de novembro de 1946, dia de todos os Santos. Em 1967 foi nomeado para o Colégio dos Cardeais pelo então Papa Paulo VI.

Após a morte do Papa João Paulo I, Karol Wojtyla foi eleito Papa pelo Conclave, a 16 de outubro de 1978.

Ao longo do seu magistério, o Papa João Paulo II "marcou a Igreja Católica e a história do mundo. O seu espírito alegre e sempre jovem foi exemplo para uma geração que cresceu no pós-guerra e viu no Papa uma forma de viver o dia-a-dia em comunhão com a Igreja".

Ao longo de mais de 26 anos, o Papa visitou 129 países, beatificou 1340 pessoas e canonizou 483 santos. Aos jovens, o Papa João Paulo II dedicou grande parte da sua atenção, tendo criado as Jornadas Mundiais da Juventude, cuja próxima edição internacional terá lugar em Lisboa, em 2023.

Que movimento é o "Eu Acredito"?

O movimento juvenil "Eu Acredito" é um grupo que congrega jovens de várias paróquias, movimentos eclesiais e serviços diocesanos, juntamente com sacerdotes, que forma uma equipa que conta com o apoio e participação dos bispos.

Nasceu em 2010. Nesse ano, os jovens portugueses juntaram-se para acolher o Santo Padre na sua visita a Portugal e "mostraram a beleza de uma Igreja jovem, viva e unida".

Três anos depois, os jovens voltaram a reunir-se num gesto de agradecimento ao Papa Bento XVI, na sequência da sua renúncia.

Mais tarde, em 2017, no ano da celebração do Centenário das Aparições em Fátima, "os jovens voltaram a comprometer-se com a Igreja, mostrando que estão com o Papa, e querem levar Nossa Senhora de Fátima ao Mundo".

Este ano, surgiu novamente o apelo a que os jovens se unam ao Papa na celebração do Centenário do nascimento de São João Paulo II, fundador das Jornadas Mundiais da Juventude.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.