|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Bressan:“Liga da Bielorrússia também deveria parar”

24 mar, 2020 - 14:30 • Pedro Azevedo

Médio brasileiro é internacional bielorrusso e comenta em Bola Branca o facto da Liga daquele país do leste da Europa ser a única que ainda não foi suspensa devido ao coronavírus

A+ / A-

O brasileiro Bressan é internacional Bielorrusso e, em entrevista a Bola Branca, defende a interrupção da prova naquele país do leste europeu, o único que continua em andamento no continente. “As pessoas lá são competentes. Acredito que devem ter o controlo da situação porque há poucos casos, mas acho que deveriam parar tal como acontece nos outros países. Mas é uma opinião muito particular minha”, refere o jogador.

Futebol parado no Brasil

Devido ao novo coronavírus, os campeonatos de futebol no Brasil estão parados. Bressan, atualmente no Paraná, aplaude a medida.

“Aqui no Brasil os campeonatos pararam e foi a decisão correta. O Novo coronavírus é um problema cada vez maior no país. Os governadores dos Estados estão a fazer um trabalho muito bom fechando as fronteiras mas infelizmente parece que o nosso presidente vive num mundo à parte dizendo que é uma histeria própria dos media. O certo é que a situação tende a piorar porque ainda estamos longe do pico”, lamenta o jogador.

Paragem no Brasil na pior altura

Bressan jogou seis épocas na Bielorrússia e em Portugal alinhou no Rio Ave e no Chaves. O médio, de 31 anos, chegou em fevereiro ao Paraná e estava a destacar-se na equipa.

A paragem dos campeonatos brasileiros devido ao novo coronavirus surgiu na pior altura para o jogador. “Em cinco jogos fui titular em dois e fiz três golos e duas assistências. Tornei-me num jogador chave rapidamente. É um clube muito grande com muitos adeptos mas carentes. Há muito que o Paraná não alcança grandes resultados mas este ano começamos bem. A paragem foi negativa para mim. Vivia um momento muito bom na minha carreira mas não estou sozinho no mundo. Foi pena mas faz parte e o importante é a saúde das pessoas”, ressalva Bressan.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.