|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus. Jogos Olímpicos de Tóquio não vão ser cancelados mas podem ser adiados

22 mar, 2020 - 19:36 • Carlos Calaveiras

Comité Olímpico Internacional diz que vai decidir o que fazer durante as próximas quatro semanas. O evento está ainda marcado para entre 24 de julho e 9 de agosto.

A+ / A-

Veja também:


O Comité Olímpico Internacional (COI) garante que “a suspensão” dos Jogos Olímpicos “não está em cima da mesa”. No entanto, o COI admite adiar o evento.

A direção do comité olímpico internacional reuniu-se este domingo, mas adiou a decisão final para daqui a quatro semanas.

“Tendo em conta a deterioração do cenário mundial relacionado com a pandemia do novo coronavírus (…) os cenários passam pela alteração dos planos e pelo adiamento da data de início dos Jogos”, lê-se num comunicado.

O cancelamento “não está na agenda”, mas uns Jogos Olímpicos em Tóquio mais curtos são hipótese a considerar.

Apesar de tudo, segundo fontes citadas pela BBC, o adiamento é a hipótese mais provável.

Os Jogos Olímpicos em Tóquio estão, para já, marcados para o período entre 24 de julho e 9 de agosto.

A pandemia levou, por exemplo, ao adiamento do Campeonato da Europa de futebol.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu tornou-se o epicentro da pandemia, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais (4.825), o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, a Direção-Geral da Saúde elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.600, mais 320 do que no dia anterior. O número de mortos no país subiu para 14.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.