|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Rafael Leão "pode nem ganhar 16 milhões em toda a carreira"

20 mar, 2020 - 15:40 • Redação

Advogado do ponta de lança não compreende a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto

A+ / A-

Fernando Veigas Gomes, advogado de Rafael Leão, lamenta o valor avultado da indemnização que o jogador está obrigado a pagar ao Sporting. Em declarações ao "Record", Veiga Gomes argumenta que o ponta de lança "pode nem ganhar 16 milhões" em toda a sua carreira.

"Baixou o valor da cláusula do Rafael, que estava nos 45 milhões de euros, para os 16,5 milhões, mas este valor não se justifica. Ele ganhava cinco mil euros por mês. Normalmente a indemnização é calculada por valores entre os 2% ou 3% da cláusula e, no máximo, poderia chegar aos 3 milhões. Ele pode nem ganhar 16 milhões de euros ao longo de toda a carreira", afirma.

O Tribunal Arbitral do Desporto considerou que Rafael Leão não tinha justa-causa para rescindir contra com o Sporting, na sequência da invasão a Alcochete.

O Sporting terá de pagar 40 mil euros a Leão por assédio moral, como vincou Fernando Veigas Gomes: "Ficou provado que houve assédio moral e o Sporting até foi condenado a pagar 40 mil euros. E também violação do direito à segurança, mas depois decidiram que o comportamento do jogador fez pensar que seria possível manter uma relação laboral".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • sousa
    20 mar, 2020 carregado 16:33
    se não tinha pernas quem o mandou dar coices agora aguente-se