|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Costa fecha todas as escolas, discotecas, proíbe desembarque de navios. Conheça todas as medidas anti-coronavírus

12 mar, 2020 - 21:25 • Redação

“Esta é uma batalha de todos. Esta é uma luta pela nossa própria sobrevivência e pela saúde dos portugueses”​, afirmou o primeiro-ministro. Conheça as medidas anunciadas pelo Governo.

A+ / A-

Veja também:


O primeiro-ministro, António Costa, anunciou o encerramento de todos os estabelecimentos de ensino, a partir de segunda-feira, para tentar conter a pandemia de coronavírus.

A medida vai estar em vigor, pelo menos, até 9 de abril, altura em que será reavaliada, afirmou o chefe do Governo numa declaração ao país.

“Manda o princípio da prudência que determinemos desde já, a partir de segunda-feira, a suspensão de todas as atividades letivas presenciais até ao período da Páscoa. Faremos a reavaliação da medida a 9 de abril, para determinarmos o que fazer relativamente ao terceiro período.”

António Costa também anunciou o encerramento de todas as discotecas e espaços similares e a proibição de desembarque de navios de cruzeiro. Estes navios poderão atracar para reabastecer, mas apenas passageiros ou tripulantes portugueses poderão desembarcar.

O Governo decidiu "reduzir em um terço a lotação máxima dos restaurantes, determinar limitação da frequência de centros comerciais e dos serviços públicos para não haver excesso de pessoas dentro do mesmo espaço", adiantou o primeiro-ministro.

Os "idosos são população particularmente vulnerável", frisou António Costa. Por isso, o executivo decidiu estender a todo o país a limitação de visitas a lares de terceira idade.

Outras medidas passam por reforçar capacidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para responder à situação de crise provocada pelo coronavírus, assegurar proteção do emprego e a viabilidade de empresas atingidas.

O Governo vai preparar legislação para "garantir o rendimento das famílias, em particular das que por motivo de doença própria ou familiar, ou do encerramento de escolas, têm necessidade de acompanhar os seus familiares e em particular crianças com menos de 12 anos", anunciou António Costa. Também será criadas alternativas ao apoio residencial.

"Ainda não atingimos o pico, pelo contrário"

“Esta é uma batalha de todos. Não há partido do vírus e partido do anti-vírus. Esta é uma luta pela nossa própria sobrevivência e pela saúde dos portugueses”, afirmou António Costa.

O primeiro-ministro diz que todos os portugueses são soldados na luta contra o coronavírus. Devem seguir todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde, evitar espaços com muitas pessoas.

"Ainda não atingimos o pico, pelo contrário, está em fase de evolução. Devemos limitar o máximo possível as nossas deslocações e contactos sociais", salientou nesta declaração ao país.

"Com determinação e todos juntos vamos conseguir ultrapassar esta situação", concluiu António Costa.

Na conferência de imprensa diária sobre o coronavírus, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, confirmou a existência de 78 casos identificados em Portugal. No entanto, e apesar de o primeiro caso de um paciente infetado que recuperou trazer “esperança”, Lacerda Sales referiu que “poderão existir novos casos”, uma confirmação que apenas será dada no boletim de amanhã.

Por sua vez, a diretora-geral da Saúde Graça Freitas referiu que a situação é expectável. “Todos os dias vão surgir novos casos, provavelmente mais do que no dia anterior. Foram 10, depois 18, depois 19 – e vão ser mais. Mas ainda não estamos no crescimento exponencial. O que temos é uma pequena curva, com tendência crescente”, explicou.

Lembrando que todos aqueles que tiverem febre, tosse ou dificuldade respiratória não devem ir trabalhar – e, antes mesmo de se dirigirem a uma unidade de saúde, deverem contactar de imediato a o SNS24, “mas também para o seu médico ou enfermeiro” –, Graça Freitas apela igualmente à solidariedade da população.

Curva com "tendência crescente" de casos de coronavírus. Graça Freitas deixa recomendações para isolamento profilático
Curva com "tendência crescente" de casos de coronavírus. Graça Freitas deixa recomendações para isolamento profilático
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.