|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Israel/Palestina

Santa Sé reafirma solução de dois Estados na Terra Santa

20 nov, 2019 - 12:50 • Filipe d'Avillez

O Vaticano lamenta “decisões que arriscam minar o processo de paz” entre Israel e a Palestina, numa alusão à decisão americana de deixar de se opor à legalidade da construção de colonatos israelitas em território palestiniano.

A+ / A-

A Santa Sé reafirmou esta quarta-feira a defesa da solução de dois Estados como único caminho para a paz na Terra Santa.

Um dia depois de os Estados Unidos terem anunciado uma mudança na sua posição sobre a construção de colonatos judaicos em território palestiniano, considerando que afinal não se trata de uma violação do direito internacional, a Santa Sé lamentou num comunicado a tomada de “decisões que arriscam minar ainda mais o processo de paz israelo-palestiniano e a já frágil estabilidade regional”.

“A Santa Sé reitera a sua posição de uma solução de dois Estados para dois povos como única forma de alcançar uma solução completa para este conflito ancestral”, diz ainda o comunicado.

O Vaticano confirma que apoia o direito a israelitas e palestinianos viverem em paz e segurança em Estados com fronteiras reconhecidas pela comunidade internacional e mantém a defesa das resoluções das Nações Unidas sobre o assunto, pedindo o “respeito pelas legítimas aspirações destes dois povos”.

A construção de colonatos em território palestiniano é um dos maiores obstáculos ao processo de paz. Uma vez estabelecidos os colonatos exigem a construção de estradas e a implementação de perímetros de segurança que tornam praticamente inviável um estado autónomo palestiniano.

A comunidade internacional opõe-se de forma praticamente unânime à construção destes colonatos, considerando-os uma violação do direito internacional, mas Washington veio inverter essa política, que datava já de 1978, e colocando o Estado americano mais firmemente do lado de Israel no conflito que o opõe à Palestina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.