Nuno é motorista e não faz greve. “Toda a gente sabe que ganhamos mais do que o sindicato diz”

10 ago, 2019 - 18:16

A greve dos motoristas tem data marcada para 12 de agosto. A situação parece alarmante, mas Nuno Andrade diz não ter razões para se juntar à paralisação. O camionista internacional com 12 anos de estrada vê a situação com outros olhos. Diz que o exagero pessimista dos sindicatos não corresponde à realidade, mas não nega as dificuldades da profissão. França e Itália são os destinos que Nuno mais visita ao volante da sua segunda casa. As viagens e o salário são as motivações, mas admite não ser fácil lidar com as saudades de casa.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.