Tempo
|
A+ / A-

Atentados no Sri Lanka terão sido retaliação por ataques a mesquitas da Nova Zelândia

23 abr, 2019 - 10:03 • Redação

Ministro da Defesa do Sri Lanka revela as primeiras conclusões da investigação aos atentados.

A+ / A-

As primeiras conclusões da investigação aos atentados de Domingo de Páscoa no Sri Lanka apontam para que tenham sido uma forma de retaliação aos ataques contra mesquitas na Nova Zelândia, em março deste ano. A informação foi avançada pelo ministro da Defesa do Sri Lanka, esta manhã.

A 15 de março, um atacante entrou em duas mesquitas na cidade neozelandesa da Chirstchurch e matou 50 pessoas. O autor dos ataques, Brenton Tarrant, de 28 anos, assumiu-se como fascista e nacionalista, e olha para os imigrantes como "escravos".

A responsabilidade dos atentados no Sri Lanka é agora atribuída a dois grupos islâmicos locais, incluindo o National Thawheed Jama’ut, já acusado pelo Governo na segunda-feira. O ministro da Defesa acusa agora também o grupo Jammiyathul Millathu Ibrahim.

As autoridades já detiveram 40 suspeitos da série de explosões de domingo que matou mais de 320 pessoas e feriu outras 500.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+