|
A+ / A-

Quaresma

Igreja de Setúbal também vai ajudar Venezuelanos com renúncia quaresmal

06 mar, 2019 - 13:38

D. José Ornelas desafia os cristãos a criar “atitudes de relacionamento verdadeiras, sãs e solidárias” nesta caminhada até à Páscoa.

A+ / A-

Encontre aqui a mensagem do seu bispo para a Quaresma


A diocese de Setúbal vai juntar-se a várias outras dioceses portuguesas que este ano destinam parte da sua renúncia quaresmal a ajudar o povo da Venezuela, que atravessa uma grave crise social, política e económica.

Na sua tradicional mensagem de Quaresma, o bispo de Setúbal diz que a renúncia terá duas dimensões, uma mais próxima, que consiste em “alimentar o Fundo Diocesano de Emergência, que assiste as situações especiais de carência” e outra universal “ajudar a Igreja da Venezuela na crise extrema dos pobres que a ela recorrem”.

D. José começa a sua mensagem de Quaresma desafiando os católicos de Setúbal a “criar atitudes de relacionamento verdadeiras, sãs e solidárias. Atitudes concretas e não apenas palavras ou desejos, de modo que a qualidade dos nossos relacionamentos possa gerar harmonia, justiça, paz e esperança.”

O bispo explica ainda que este ano a diocese dedica especial atenção aos jovens, uma vez que se inicia “um triénio de preparação para as Jornadas Mundiais da Juventude de 2022, acolhemos o desafio de marcar a nossa Quaresma por atitudes reais de encontro/partilha.”

D. José pede ainda aos fiéis da sua diocese que acorram às atividades e celebrações das suas comunidades, paróquias e dioceses e “a interrogar-nos onde é que fazem falta e podem ser úteis, a nossa presença e as nossas capacidades. Neste ano particularmente dedicado aos jovens, cada comunidade é chamada a abrir-se aos mais novos, a deixar-se interpelar por eles e a dar-lhes espaço e voz. Por sua vez, é importante que os jovens se comprometam ativamente (se partilhem) na sua comunidade, nas suas celebrações e serviços, na sua programação e nos seus projetos.”

A Quaresma tem início esta Quarta-feira de Cinzas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.