Imagem: Reuters

ONU denuncia ataques depois do cessar-fogo na Síria. "São provavelmente crimes de guerra"

04 mar, 2018 - 18:52

Um vídeo de Março mostra uma carrinha que presta ajuda humanitária a ser bombardeada enquanto recolhe feridos de um outro bombardeamento. No dia 24 de Fevereiro foi adoptada uma resolução pela ONU de um cessar-fogo com efeitos imediatos, durante 30 dias para permitir que chegasse ajuda humanitária aos feridos e doentes. O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, denunciou ataques durante o cessar fogo e avisou que os autores dos ataques estão identificados. "Outros também já pensaram isso e viram-se como patriotas antes de serem presos", disse o alto comissário.
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.