O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
hora da verdade

Austeridade em Portugal ficará na história como um "exemplo de burrice"

07 dez, 2017 - 00:01 • Graça Franco (Renascença) e David Dinis (Público). Foto: Miguel Manso/Público

Farinha Rodrigues, uma das vozes mais reconhecidas na análise da pobreza em Portugal, critica o "paradoxo" de, na altura da crise de 2013/2014, "reduzirmos os poucos instrumentos de combate à pobreza quando eles eram mais necessários". Algo "que ficará na história, nos manuais escolares, como exemplo de burrice", afirma. O professor universitário alerta ainda que "uma estratégia de combate à pobreza deve começar pelas crianças" e recomenda cuidado com os aumentos do salário mínimo: “A proximidade ao salário médio é algo muito perigoso”.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.