O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

E-fatura. Sindicato pede alargamento do prazo para validação de facturas

16 fev, 2017 - 00:41

Oficialmente o prazo terminou esta quarta-feira às 24h00. Ministério das Finanças não confirma problemas no acesso ao sistema.
A+ / A-
Veja também:

O sindicato dos trabalhadores dos impostos apela ao alargamento do prazo para os contribuintes validarem e confirmarem as despesas de 2016 no portal e-fatura depois de ter tido conhecimento de dificuldades no acesso ao portal das Finanças para validação de facturas.

É um problema recorrente, garante à Renascença o sindicalista Paulo Ralha. “Os contribuintes devem fazer uma certa pressão e eu julgo que estão a fazê-la no sentido de os prazos serem prorrogados. O próprio sindicato, junto da secretaria de Estado, tentará que haja a sensibilidade para alarga o prazo. Independentemente disso, pelo nosso conhecimento, actualmente os contribuintes aquando da entrega da declaração de IRS podem alterar os valores das facturas que introduziram ou as facturas que o sistema assimilou. E podem meter os valores de acordo com as facturas que têm em sua possa. Ou seja, não serão prejudicados por esta via”, disse.

O Ministério das Finanças esclareceu esta quarta-feira à Renascença que “a Autoridade Tributária não identificou qualquer indisponibilidade” na página. Confirmou, no entanto, que “a infra-estrutura de suporte a estes sistemas foi reforçada”.

O prazo para os contribuintes validarem e confirmarem as despesas de 2016 no portal e-fatura terminou esta quarta-feira, sendo que têm ainda 15 dias em Março para reclamar de algumas despesas.

Este ano, pela primeira vez, os contribuintes com qualquer tipo de rendimento, e caso optem por fazer entrega pela Internet ou por papel, têm entre 1 de Abril e 31 de Maio para entregar as suas declarações de IRS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • JMMS
    16 fev, 2017 Estremoz 15:04
    Sr. Luis Ribeiro será que pensou em dezenas de milhares de pessoas que nunca viram ou nunca mexeram num computador, estes tem que recorrer muitas vezes a quem lhe possa resolver o assunto e talvez esses também tem outros compromissos a cumprir nos mesmo prazos. Não seria muito melhor que não houvesse coincidências de prazos de entrega? Ou ouvir as organizações que temos em Portugal como AROC ou CC.
  • MC
    16 fev, 2017 Portugal 14:46
    Ontem a partir da 19 horas a página e-fatura estava em manutenção, como prova tenho um print, várias tentativas para validar faturas pendentes de vários contribuintes que me pediram ajuda, por não terem meios. E não critico estes contribuintes por o terem feito no último dia, olhar ao próximo e colocar-nos no lugar do outro, e acreditem há vidas muito complicadas para conseguirem cumprir todas as obrigações exigidas, quando não existem meios. Por isso, sugiro que todas as reclamações sejam efetuadas no e-balcão em todos os contribuintes que não conseguiram validar. Todos os contribuintes deviam entupir os serviços de finanças nos últimos dias de prazos e não receber o vencimento desse dia. Só servimos para as estatísticas!? Somos números. Acham correto? Todos os contribuintes contribuem, uns menos outros mais, e!? Oh Humanidade, acordem para a realidade!
  • PAM
    16 fev, 2017 12:30
    NADA SERVE ESCREVER SE ESTOU CONTRA OU A FAVOR DO ALARGAMENTO DO PRAZO O QUE INTERESSA, PELA LEITURA DOS COMENTÁRIOS ANTERIORES, É VER COMO DEVO INSULTAR OS OUTROS. JÁ AGORA NESTE CASO ESCREVE-SE ANTEONTEM E NÃO ANTES DE ONTEM.
  • José Moura
    16 fev, 2017 Amadora 10:38
    Para todos os que andam a gozar com quem cumpre as suas obrigações, e deixam tudo para o último dia (quando não última hora) e aproveitam para ir beber uma bica depois de almoço (ao sábado e domingo....vão gozando os dias todos (ou porque há sol...ou porque é preciso ir ver o mar que está bravo...ir passear o dia de São Valentim...) umas multas e eles entram na linha.
  • Luis Ribeiro
    16 fev, 2017 V N Gaia 10:36
    Nunca tive problemas no acesso e fatura. Todos os meses acompanhava o lançamento das faturas por parte do sistema das Finanças. Para quê a choradinha do custume, de mais prazos para aquilo que já à muito está no portal das finanças?
  • JP
    16 fev, 2017 Sabugal 10:24
    Não concordo com alguns comentários aqui, dá para ver que não percebem minimamente de nada do que se está a passar. Imaginem que vocês tem um escritório de contabilidade com 100 clientes, 80 não percebem nada de computadores e de tecnologias, já viram o que é fazer isso durante o ano, com prazos? IVA's, IRC's....por ai fora. Enfim.
  • Jose Carlos Fonseca
    16 fev, 2017 Maia 10:20
    Não percebo porque deixam tudo para o fim. Já estou a validar faturas de janeiro de 2017 que serão aplicadas em 2018.
  • Sofia
    16 fev, 2017 Lisboa 10:17
    E que tal irem validando as facturas ao longo do ano? Basta entrar uma vez por mês e validar as facturas que se encontram nessa data... No início de Fevereiro já tinha as minhas todas validadas. Agora se toda a gente deixar para o fim, é óbvio que o sistema não aguenta com tanto acesso.
  • José Moura
    16 fev, 2017 Amadora 09:51
    tinha que ser......andamos 2 meses a jogar bilhar de bolso, e depois, até o sindicato está com isto, o Estado que dê mais uns dias.....Já agora, para os senhores do sindicato.....quando é que se preocupam com os indivíduos que trabalham e estão reformados e que cumprem as suas obrigações a tempo e horas
  • Mauel
    16 fev, 2017 Moura 09:37
    É sempre a mesma coisa com o portal das finanças, o ministro ou o secretário de estado,essa tropa toda deviam sentar-se à frente de um computador nessas horas para verem como a página das Finanças estava a funcionar. Os Senhores que estão contra o alargamento esquecem-se que por exemplo os gabinetes de contabilidade ontem tiveram IVA dos seus clientes para entregar e validar as facturas dos mesmos, hora se o prazo é ate à meia noite do dia 15 o sistema tem de estar a funcionar e mais nada.