O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Isaltino Morais garante que foi convidado para as listas do PSD

22 set, 2016 - 23:07 • Eunice Lourenço

Ex-autarca fez comunicado a contrariar Carlos Carreiras, coordenador autárquico do PSD, que, em entrevista à Renascença, tinha recusado que houvesse convite a Isaltino.
A+ / A-
Isaltino Morais garante que foi convidado para as listas do PSD

Isaltino Morais, antigo presidente da Câmara de Oeiras, garante que foi convidado para integrar as listas do PSD nas próximas eleições autárquicas. Em comunicado, Isaltino faz referência a declarações de Carlos Carreiras, coordenador autárquico do PSD, em que este recusava que esse convite tivesse sido feito.

O antigo autarca diz que teve algumas conversas com Carlos Carreiras sobre as suas intenções de se candidatar a Oeiras e que, depois, foi convidado a encontrar-se com o presidente da distrital de Lisboa do PSD. E, na versão de Isaltino, foi Miguel Pinto Luz quem lhe disse que tinha mandato conferido por Carreiras para lhe propor que integrasse as listas do PSD a Oeiras.

O ex-autarca escreve que recusou os termos da proposta e diz que lamenta ter de fazer este esclarecimento. “Quero apenas enfatizar que, com instruções do coordenador autárquico do PSD, fui convidado para integrar as listas daquele partido nas eleições autárquicas do próximo ano. Na própria reunião recusei a proposta nos termos realizados”, escreve Isaltino.

Ora, as declarações de Carlos Carreiras a que o comunicado de Isaltino Morais se refere foram feitas no programa “Terça à Noite”, da Renascença, onde o coordenador autárquico do PSD disse o ex-autarca não poderia ser candidato pelo PSD e que um eventual convite era uma notícia fabricada.

No seu comunicado, divulgado esta quinta-feira à noite, Isaltino aproveita também para atacar Marques Mendes. “Lamento profundamente ter de realizar este esclarecimento e expor aqueles dirigentes do partido, mas em 2005, para salvaguardar o Dr. António Preto, omiti o convite que este me realizou para concorrer a qualquer câmara do distrito de Lisboa, excepto Oeiras.

Esta omissão permitiu a um personagem como o Dr. Marques Mendes praticar até hoje o seu moralismo de goela”, escreve Isaltino Morais, que se considera prejudicado por “mentiras que se perpetuam no tempo”, pelo que para si este esclarecimento “é um imperativo”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • O Carreira
    24 set, 2016 lx 15:03
    no seu melhor!...desempenho!
  • Fernando Cunha
    23 set, 2016 Chao de Macas 12:42
    Um corrupto a menos ou a mais nas contas dos laranjas ninguém repara.
  • Eurico Silva
    23 set, 2016 Ovar 10:55
    Um larápio na lista do partido dos gatunos. Parece-me bem.
  • barsanulfo
    23 set, 2016 alcains 09:37
    Carreiras carreirista, Passos em fim de carreira, são farinha do mesmo saco, inúteis mentirosos, agarrados á cadeira ( várias) que lhes garantem o sustento, e vão conduzindo alegremente o partido para dois dígitos, abaixo de 20%!
  • paulo
    23 set, 2016 vfxira 09:19
    Perlo menos teve a decência de não ter aceite o convite,o que não se pode dizer o mesmo do psd.
  • PUB
  • CFS
    23 set, 2016 Porto 08:01
    O Marques Mendes tem culpa de quê ?? Este gajo não esteve preso ??
  • Zé Brasileiro
    23 set, 2016 Braga 07:58
    Começam a aparecer sinais claros de que estamos no fim do Mundo ... Por isso há que rezar ... há que rezar com muitas fé ...
  • Luis
    23 set, 2016 Lisboa 07:10
    Tanto quanto é sabido Isaltino não foi condenado por um acto de corrupção. Cumpriu a pena pelo que segundo a Constituição é um cidadão em pleno uso dos seus direitos. Se concorrer é um potenccial vencedor porque foi um autarca competente. Discutir éticamente e moralmente uma nova eleição de Isaltino levaria-nos a discutir da mesma forma o desempenho de muita gente em muitos cargos politicos neste País. O actual presidente da CMO ao contrario de Isaltino não passa de um incompetente protector de corruptos. Quando confrontado com abusos de poder e actos de possivel corrupção por parte de tecnicos camarários ignora as denuncias para protecção dos mesmos. Em Oeiras um cidadão para colocar um simples toldo na sua habitação está obrigado pela Câmara, para obtenção de licença, a apresentar de acordo com a lei autorização do condominio. Por sua vez os construtores amigos podem fazer as transformações que quiserem naquilo que lhes pertence e naquiilo que não lhes pertence sem que lhes sejam exigidas autorizações do condominio o que é uma ilegalidade. Os factos foram denunciados à Justiça. Para o MP nestas situações apesar de ilegais nunca se apuram indicios criminais pelo que os processos são arquivados. Ou seja para o Presidente da CMO os amigos têm que ser favorecidos ilegalmente e para o MP há almoços gratis. Percebem agora porque é que a maioria dos Oeirenses quer Isalttino de volta?
  • Manuel
    23 set, 2016 Lisboa 06:41
    Que Carreiras mente e que não cumpre a palavra dada é algo que só surpreende os mais distraidos. Todos estão lembrados de no governo anterior haver dois ministros relativamente aos quais foram noticiados favorecimentos ilicitos por parte da Câmara a que preside o Sr. Carreiras. Na altura o Sr .Carreiras, numa tentativa de demonstrar que era um autarca serio e impoluto, veio logo publicamente em tudo o que foi radio e televisão avisar que iria ser feita internamente uma rigorosa auditoria e que se fossem apurados favorecimentos ilicitos os responsáveis seriam alvo de um processo disciplinar e criminal se fosse caso disso. Passou todo este tempo e da tal urgente e rigorosa auditoria nunca mais se ouviu falar. Sobre ela o Sr. Carreiras que tanto gosta de falar para os jornais e televisões nunca mais disse nada. Por sua vez a nossa inJustiça que anunciou tão rápidamente um processo de investigação e que tanto alarde faz do combate que diz fazer contra a corrupção também nada ainda disse e nada diz do tal processo de investiggação anunciado. Será bom recordar estes episódios destes tão ilustres autarcas pois as autarquicas aproximam-se e seria óptimo não repetir erros. Quanto à inJustiça que temos talvez seja devido a castigo divino e se for nada há a fazer.
  • Filipe Cunha
    23 set, 2016 Rogil 06:35
    Assim se vê que o PSD é uma cambada de larápios. Isaltino em Oeiras? Que tal Al Capone para Lisboa?
  • PUB