O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Costa está "surpreendido" com anúncio de Sócrates, mas respeita decisão pessoal

04 mai, 2018 - 14:20

O secretário-geral dos socialistas garante que não houve "mudança de posição" na direção do PS.
A+ / A-

O secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, mostrou-se "surpreendido" pelo facto do antigo primeiro-ministro José Sócrates ter abandonado o partido. Apesar da surpresa, Costa diz que "respeita" aquilo que classifica como uma "decisão pessoal".

"É uma decisão pessoal de José Sócrates que tenho, obviamente, de respeitar", mas "fico surpreendido, porque não há qualquer tipo de mudança da posição da direção do PS sobre aquilo que escrupulosamente temos dito desde o início: Separação entre aquilo que é da justiça e aquilo que é da política", afirmou.

António Costa falava aos jornalistas em Toronto, antes de iniciar o terceiro de quatro dias de visita oficial ao Canadá.

O antigo secretário-geral do PS pediu a desfiliação do partido depois de várias figuras do partido, incluindo António Costa, atual líder socialista, Carlos César, presidente e líder da bancada parlamentar, e João Galamba, porta-voz do PS, entre outros, terem deixado fortes críticas à situação do antigo governante, arguido no processo Marquês.

José Sócrates, numa carta divulgada esta sexta-feira pelo Jornal de Notícias, interpreta as declarações dos últimos dias como "uma espécie de condenação sem julgamento" e queixa-se de, durante quatro anos, o partido nunca ter saído em sua defesa contra o que qualificou como os "abusos" da justiça.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rosario
    05 mai, 2018 lisboa 13:34
    Mas o COSTA não foi ministro de Sócrates antes de ir camara Lisboa-da administração interna-?Esta hist´ria dEveria ser totalmente esclarecida para preservação do bom nome de muitos.
  • VICTOR JORGE
    05 mai, 2018 FIGUEIRÓ DOS VINHOS 00:30
    O PS TEM ATUAMENTE DIRIGENTES
  • Antonio Rodrigo
    04 mai, 2018 Viseu 17:05
    Pelo lado político considero-o o primeiro ministro mais competente de sempre. Pelo lado pessoal de que é acusado, "mas ainda sem provas", está muito longe dos arromba-bancos e cujo chefe foi PR como todos sabemos.
  • VICTOR MARQUES
    04 mai, 2018 Matosinhos 15:37
    É como o outro dizia: "Ó Costa, a vida costa"!!!... Ou tudo isto faz parte do "circo...do "money"?!!!...
  • Rui
    04 mai, 2018 Lisboa 15:29
    Se vier a confirmar se que Sócrates nada mais fez do que pedir dinheiro ao amigo para viver à grande como ele e autopromover se com tretas de livros e demais se vai ser cá uma barracada.
  • Americo
    04 mai, 2018 Leiria 14:41
    "... mas "fico surpreendido, porque não há qualquer tipo de mudança da posição da direção do PS sobre aquilo que escrupulosamente temos dito desde o início" Que hipocrisia, que cinismo. Que desfaçatez. Será que este "homem" dorme bem de noite ?