Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Atriz Gina Carano processa Disney com apoio de Elon Musk

07 fev, 2024 - 08:15 • João Malheiro

O processo foi apresentado num tribunal da Califórnia e acusa a Disney de despedimento sem justa causa e discriminação, pedindo uma indemnização de pelo menos 75 mil dólares.

A+ / A-

A atriz Gina Carano vai processar a Disney e a produtora da empresa Lucasfilm por ter sido despedida da série "The Mandalorian", em 2021.

A causa do despedimento foi uma publicação nas redes sociais, na altura, em que a artista comparou ser republicana a ser uma vítima do Holocausto.

"Judeus foram agredidos nas ruas, não por soldados nazis, mas pelos seus vizinhos e até crianças. Os nazis fizeram com que os vizinhos odiassem alguém só por ser judeu. Como é que isso é diferente de odiar alguém pela sua visão política", escreveu na publicação.

Depois de ter recusado pedir desculpa, a Disney decidiu despedir a atriz da produção da série do mundo Star Wars.

O processo foi apresentado num tribunal da Califórnia e acusa a Disney de despedimento sem justa causa e discriminação, pedindo uma indemnização de pelo menos 75 mil dólares (mais de 69 mil euros).

Elon Musk está a financiar a ação legal, depois de ter prometido pagar qualquer processo de pessoas que se sentiram discriminadas por publicações que fizeram no antigo Twitter (agora X).

No entanto, a publicação que levou ao despedimento de Gina Carano foi feita no Instagram e não na rede social detida por Musk.

"The Mandalorian" é protagonizada por Pedro Pascal e conta com três temporadas. Foi a primeira grande série da saga Star Wars na Disney+.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+