Tempo
|
A+ / A-

Paula Astorga é a nova diretora do DocLisboa, Miguel Ribeiro vai para Casa do Comum

29 out, 2023 - 12:51 • Lusa

Miguel Ribeiro sai para abraçar um novo desafio: a coordenação e programação da Casa do Comum do Bairro Alto, o projeto cultural sonhado pelo livreiro José Pinho – fundador da Ler Devagar e do Festival Literário Fólio.

A+ / A-

A produtora e programadora Paula Astorga é a nova diretora do DocLisboa, sucedendo no cargo a Miguel Ribeiro, que passa a coordenar e programar a Casa do Comum, centro cultural multidisciplinar que abre na quarta-feira, no Bairro Alto.

De acordo com um comunicado do DocLisboa, que encerra este domingo a sua 21.ª edição, este festival de cinema documental regressa em outubro de 2024 (de 17 a 27), já sob a direção de Paula Astorga, antiga dirigente da Cineteca Nacional do México, onde esteve a cargo da sua total renovação.

“Ao longo de uma extensa carreira em que trabalhou com inúmeras instituições em diversos países, tem desenvolvido um importante trabalho de atenção aos processos de criação, aos modos de programação e exibição, e à criação de contextos de encontro entre o cinema e os seus públicos”, afirma o comunicado.

Paula Astorga sucede assim a Miguel Ribeiro, o diretor do DocLisboa que cresceu juntamente com o próprio festival “em diversas capacidades, participando de forma fundamental na sua configuração enquanto espaço internacional aberto ao cinema contemporâneo, abrindo caminhos e desafiando o seu tempo”.

De acordo com o comunicado, Miguel Ribeira sai para abraçar um novo desafio: a coordenação e programação da Casa do Comum do Bairro Alto, o projeto cultural sonhado pelo livreiro José Pinho – fundador da Ler Devagar e do Festival Literário Fólio - e que foi interrompido pela sua morte prematura, aos 69 anos, no dia 30 de maio deste ano.

Este espaço, que terá livraria, cinema, museu, bar e uma programação de concertos, tertúlias e debates, abre ao público no dia 01 de novembro, estando programada uma festa inicial de cinco dias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+