Tempo
|
A+ / A-

Morreu Mark Margolis, ator de "Scarface" e "Breaking Bad"

04 ago, 2023 - 19:42 • Redação

O ator norte-americano tinha 83 anos. Ao longo de 71 anos de carreira, interpretou vários papéis marcantes, entre os quais antagonistas de cinema e televisão.

A+ / A-

O ator norte-americano Mark Margolis morreu, esta sexta-feira, aos 83 anos, no Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, segundo confirmou o filho, Morgan, à revista "The Hollywood Reporter".

Ao longo de 71 anos de carreira, Mark Margolis, que morreu de uma doença curta, interpretou papéis marcantes, como os dos vilões Alberto "The Shadow", no filme "Scarface", de 1983, e, mais recentemente, Hector Salamanca, nas séries "Breaking Bad" e "Better Call Saul".

Margolis também entrou em seis filmes do conceituado realizador Darren Aronofsky: "Pi" (1998), "A Vida Não É um Sonho" (2000), "The Fountain - O Último Capítulo" (2006), "O Wrestler" (2008), "Cisne Negro" (2010) e "Noé" (2014).

Sobre a colaboração com o Aronofsky, Margolis contou ao "The Hollywood Reporter", em 2012, uma história engraçada:

"Ele pensa que tem a obrigação! Comecei com ele no primeiro filme dele, 'Pi', de orçamento de 600 mil dólares, quando ele era desconhecido. Peresegui-o durante três meses, porque estava sempre a mentir sobre quando receberia o meu dinheiro. Por fim, ameacei ligar à mãe dele, que também trabalhou no filme. Aí, pagou-me finalmente."

Nascido a 26 de novembro de 1939 em Filadélfia, no seio de uma família judaica, Mark Margolis tornou-se aprendiz da lendária atriz Stella Adler, que lhe ensinou "tudo o que [sabia] sobre representar".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+