Tempo
|
A+ / A-

Meta lança alternativa ao Twitter? Não na União Europeia

05 jul, 2023 - 06:47 • Daniela Espírito Santo

Threads vai ser lançado nos EUA e Reino Unido esta quinta-feira, mas não deverá ver a luz do dia em território europeu...para já.

A+ / A-

Já ouviu falar do Threads, a alternativa ao Twitter criada pela Meta - a empresa que detém o Facebook, Instagram e WhatsApp? Esta nova rede social vai ser lançada nos EUA e no Reino Unido quinta-feira, mas o mesmo não deve acontecer na União Europeia.

Ao que tudo indica, confirma o jornal The Independent, o novo Threads não deve ser lançado num futuro próximo por cá. Porquê? Preocupações com a segurança dos dados dos utilizadores.

Ao jornal, um porta-voz da Comissão de Proteção de Dados da Irlanda confirmou o cenário, garantindo que um regulador da União Europeia já entrou em contacto com os responsáveis deste novo serviço e que o mesmo não iria ser lançado na UE "para já".

A nova plataforma está desenhada para importar dados do Instagram, ou não se chamasse Instagram Threads. Entre esses dados inclui-se informação de comportamento, por exemplo. Os utilizadores norte-americanos que já tiveram acesso à aplicação contam que, no formato disponibilizado naquele território, a plataforma anuncia que irá recolher todo o tipo de dados, como localização, contactos, compras, dados de saúde, financeiros, arquivo de pesquisas na Internet e outros dados sensíveis.

Tal não seria possível à luz das diretrizes europeias. No entanto, não é claro se o serviço está mesmo bloqueado ou se a Meta simplesmente não preparou, para já, o lançamento europeu deste rival do Twitter.

Assim, não se sabe quando a aplicação será lançada por cá... se é que alguma vez será. A Meta ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+