Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Cartas pessoais da Princesa Diana sobre o divórcio vão a leilão

02 fev, 2023 - 17:19 • Redação

Missivas, enviadas aos amigos Susie e Tarek Kassem, descrevem um divórcio “desesperante e feio” com o atual rei Carlos III.

A+ / A-

A casa Lay’s Auctioneers vai leiloar a 16 de fevereiro 32 cartas escritas pela Princesa Diana, que descrevem o período turbulento antes do divórcio com o atual rei Carlos III.

As missivas, escritas entre 1995 e 1996, vão ser vendidas pelo casal amigo Susie e Tarek Kassem, que conheceram Diana em agosto de 1995, durante uma das frequentes visitas da princesa ao Royal Brompton Hospital, em Londres.

“Susie e Tarek Kassem, como amigos muito próximos de Diana, guardam estas cartas há mais de 25 anos. Elas refletem a relação especial e amorosa que tiveram com uma das mulheres mais únicas que já conheceram”, diz a casa de leilões britânica no seu site.

Uma das cartas, datada de 26 de abril de 1996, alguns meses antes do divórcio de Diana e o então príncipe Carlos, revela um dos momentos mais difíceis da princesa de Gales. “Estou a passar por um momento em que a pressão é grande e vem de todos os lados. Às vezes é muito difícil manter a cabeça erguida e hoje estou de joelhos a desejar que este divórcio aconteça”, lê-se.

"Se eu soubesse há um ano o que ia experimentar ao passar por este divórcio, nunca teria consentido", acrescenta uma das cartas.

A coleção “Diana, The Private Correspondence of a Princess” é “extraordinariamente comovente, escrita por uma das mulheres mais influentes do século 20 e documenta uma das suas amizades mais valiosas e significativas durante os últimos dois anos de sua vida”, escreve a Lay’s Auctioneers no seu site.

O dinheiro arrecadado do leilão vai ser entregue a instituições de caridade.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+