Tempo
|
A+ / A-

Rei Carlos III proíbe "foie gras" nas residências da família real britânica

18 nov, 2022 - 19:36

A ordem foi anunciada através de uma carta enviada à PETA, associação de defesa animal. O prato tem sido contestado no Reino Unido devido ao processo de confeção, que envolve a alimentação excessiva e forçada de patos e gansos.

A+ / A-

Rei Carlos III ordena que se deixe de servir 'foie gras' nas residências oficiais da família real britânica. A decisão foi anunciada através de uma carta enviada pelo Palácio de Buckingham à associação de defesa animal PETA.

Segundo a BBC, o monarca sempre foi um crítico do prato, confecionado à base de fígado de pato ou ganso. Carlos III é um conhecido ambientalista e apologista da dignididade animal na indústria agropecuária, tendo até deixado de produzir ou comer 'foie gras' nas suas propriedades.

À PETA - Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais -, o texto comunica que a realeza deixará de comprar ou servir o prato nas suas residências oficiais, nomeadamente nos castelos de Balmoral, Sandringham, Windsor, Hillsborough e no Palácio de Buckingham.

No Reino Unido, têm-se registado protestos contra a produção e venda desta iguaria, devido ao seu processo de confeção, que envolve a alimentação excessiva e forçada dos animais.

Elisa Allen, vice-presidente da PETA no país, recebeu a notícia de bom grado e pede que "se siga o exemplo do rei e se deixe o 'foie gras' de fora da ementa do Natal", conta a BBC.

A dirigente pede que haja uma maior sensibilização para o assunto, quando há "aves a ser dolorosamente forçadas a comer". Allen garante que imagens e vídeos captados do processo são o suficiente para se "perder o apetite".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+