Tempo
|
A+ / A-

Morreu o humorista brasileiro Jô Soares

05 ago, 2022 - 09:29 • Carla Caixinha

Tinha 84 anos. O funeral será apenas para família e amigos próximos.

A+ / A-

Morreu esta madrugada o humorista e escritor Jô Soares. O comediante estava internado desde o fim do mês passado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

A notícia foi confirmada pela ex-mulher, Flávia Pedras, na rede social Instagram. "Faleceu há alguns minutos o ator, humorista, diretor e escritor Jô Soares. Nos deixou no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, cercado de amor e cuidado", pode ler-se na publicação, onde acrescenta que o funeral será apenas para família e amigos próximos.

Portugal descobriu o autor de "O Xangô de Baker Street" em 1981, quando a RTP passou a transmitir o seu programa de humor "Viva o Gordo!".

José Eugênio Soares nasceu em 1 de janeiro de 1938 no Rio de Janeiro. Foi humorista, apresentador de televisão, escritor, diretor e ator.

A sua carreira como apresentador começou no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) com o programa “Jô Soares Onze e Meia”, que foi ao ar entre 1988 e 1999. Em 2000, o humorista iniciou aquele que se tornou seu programa mais famoso, o “Programa do Jô”, que teve a sua última emissão em dezembro de 2016. Na sua despedida, passou em revista excertos das entrevistas mais marcantes que fez - 14.426 mil total - e agradeceu aos espectadores, "os anónimos do país, do povo brasileiro".

"A minha vida, antes de qualquer outra coisa, foi modificada, graças a essa plateia, graças a vocês. Porque quero sempre ter uma plateia na minha frente? Porque sem plateia eu não existo. Agradeço sempre, do fundo do meu coração", disse.

Na arranque da sua página de Twitter pode ler-se a seguinte frase: "Eu torço pela felicidade dos outros. Gente feliz não enche o saco!"

“Um grande obrigado a Jô Soares”, diz Marcelo

Presidente da República, lamentou, esta sexta-feira, a morte do humorista brasileiro.

“Os seus sketches ficaram famosos, algumas expressões entraram mesmo na linguagem corrente, fez-nos rir e pensar durante anos, um grande obrigado a Jô Soares, que hoje saiu de cena, mas não dos nossos corações, nem das nossas memórias”, lê-se numa nota publicada no site da Presidência da República.

O chefe de Estado apresentou ainda “sinceras condolências” à família e amigas de Jô Soares.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+