Tempo
|
A+ / A-

Portugal recomenda livro de Pedro Chagas Freitas a europeus

03 ago, 2022 - 15:06 • Diogo Camilo

"A Raridade das Coisas Banais" foi escolhido como leitura de verão para a iniciativa "Leitores da Europa" e é comparado a "O Principezinho" de Antoine de Saint-Exupéry.

A+ / A-

O livro “A Raridade das Coisas Banais”, do escritor Pedro Chagas Freitas, foi a obra recomendada por Portugal à União Europeia, como parte do projeto "Leitores da Europa".

O romance publicado em maio é descrito como “deslumbrante”, “profundo” e “comovente” que recorda a “grandeza das crianças” e convida leitores a “refletirem sobre a essência da existência humana”.

“Sem medo de fazer perguntas filosóficas”, refere a representação portuguesa, o escritor inicia o livro com uma questão e resposta: “O que queres ser quando fores grande? Pequeno outra vez.”

“Muito à maneira de ‘O Principezinho’ de Antoine de Saint-Exupéry, Freitas propõe gentilmente ao leitor que mergulhe em águas mais profundas e reflita sobre a infância e a morte, sobre o que significa ser adulto e sobre o amor”, indica a recomendação na página do Conselho Europeu.

O livro sucede assim a “Leva-me Contigo”, de Afonso Reis Cabral, como escolha da Representação Permanente de Portugal na União Europeia, numa iniciativa que teve início em 2020.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+