Tempo
|
A+ / A-

Glex Summit 2022

Portugal vai ter o primeiro astronauta no espaço dentro de pouco tempo

06 jul, 2022 - 19:35 • Redação

Anúncio foi feito na Glex Summit, nos Açores. No início deste ano, havia 13 candidatos portugueses entre os aprovados pela Agência Espacial Europeia para continuar o processo de seleção em curso de seis astronautas de carreira.

A+ / A-

Portugal vai ter, em breve, um astronauta no espaço, anunciou a empresa norte-americana Blue Origin esta quarta-feira em Ponta Delgada.

Segundo o Diário de Notícias, a empresa do multimilionário Jeff Bezos – que também é proprietário da Amazon – realiza voos espaciais desde 2021 que por irem acima da linha Kerman (100 km da Terra) conferem, em princípio, a condição de astronauta aos tripulantes.

O anúncio foi feito por Richard Garriott, presidente do Explorers, que, em 2008, passou 12 dias na Estação Espacial Internacional, viajando como um dos primeiros astronautas privados.

"É um anúncio que nos enche de grande satisfação porque ao terceiro ano a Glex é já um dos principais encontros da indústria aeroespacial, mais nesta lógica de exploração espacial. E ter um player desta natureza a escolher a Glex para este anúncio de um português no espaço enche-me obviamente de grande satisfação", disse Manuel Vaz, da Expanding World.

No início deste ano, havia 13 candidatos portugueses entre os aprovados pela Agência Espacial Europeia para continuar o processo de seleção em curso de seis astronautas de carreira.

A nível de astronautas privados portugueses, há mais de uma década que Mário Ferreira, atual dono da TVI, é dado como tendo comprado uma viagem espacial na Virgin Galactic, de Richard Branson, concorrente da Blue Origin.

E ainda este ano, o empresário, também dono da Douro Azul, manifestou vontade de cumprir o sonho da viagem espacial se a condição física o permitir.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+