Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Arraiolos. O “Tapete está na Rua” entre 8 e 22 de junho

07 jun, 2022 - 15:39 • Rosário Silva

A valorização e a promoção desta arte contam com um espaço privilegiado no encontro "Património Cultural Imaterial no Alentejo: Da Recolha e Inventariação à UNESCO”, um passo no caminho para a inscrição do Tapete de Arraiolos, como Património Imaterial da Humanidade.

A+ / A-

A partir desta quarta-feira e até dia 22 de junho, em Arraiolos, o “Tapete está na Rua”.

A iniciativa, que já é um cartaz turístico no concelho e na região, regressa em força para promover e dar a conhecer este produto alentejano que aspira a ser Património Imaterial da UNESCO.

“Esta iniciativa tem como objetivo central, a valorização de um dos nossos maiores patrimónios, mas também alertar para a necessidade de salvaguarda do saber-fazer, o Tapete de Arraiolos”, destaca a presidente do município alentejano, Sílvia Pinto, na nota de apresentação do evento.

“Como sempre ouvi dizer, “o caminho faz-se caminhando”, e é isso que temos feito”, prossegue a autarca, para recordar que “apesar dos obstáculos que se vão atravessando à nossa frente”, o ano passado, publicado no Dário da República em setembro, “a Câmara Municipal de Arraiolos conseguiu a inscrição do ‘Processo de confeção do Tapete de Arraiolos’, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial”.

Mas, a ambição é bem maior, por isso, refere Sílvia Pinto, “caminhamos em frente procurando registar o Tapete de Arraiolos enquanto Património Imaterial da UNESCO, sem nunca nos esquecermos que a Lei nº7/2002, continua por cumprir pelos sucessivos governos”.

De resto, a valorização do Tapete de Arraiolos e a promoção desta arte conta com um espaço privilegiado no encontro "Património Cultural Imaterial no Alentejo: Da Recolha e Inventariação à UNESCO”, um passo no caminho para a inscrição do Tapete de Arraiolos, como Património Imaterial da Humanidade.

Este ano, quem passar por Arraiolos pode contar com um programa diversificado, onde não faltam exposições, artesanato, animação de rua, recriação histórica e mostra dos produtos regionais.

É um convite, acrescenta a presidente, para que todos conheçam o património cultural, natural e gastronómico do concelho.

“Os tapetes coloridos que transportam a nossa história e nos conduzem ao futuro são um bom motivo para que todos os caminhos venham dar a Arraiolos”, remata a autarca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+