Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Exonerado o curador da Coleção de Arte Contemporânea do Estado

19 abr, 2022 - 11:51 • Redação com Lusa

O gabinete de Pedro Adão e Silva agradece o profissionalismo e dedicação do historiador David Santos.

A+ / A-

O curador da Coleção de Arte Contemporânea do Estado (CACE), pediu a exoneração das suas funções. De acordo com comunicado do Ministério Cultura, o historiador David Santos "evocou motivos de ordem pessoal".

O gabinete de Pedro Adão e Silva agradece o profissionalismo e dedicação do responsável da coleção de arte do Estado e indica que "oportunamente será anunciado o novo responsável" para o cargo.

David Santos solicitou a exoneração das suas funções como curador da CACE "com efeitos a 11 de abril último".

Tinha iniciado funções em março de 2020, depois de ter deixado o cargo de subdiretor-geral do Património Cultural, que ocupava desde 2016, na anterior tutela da Cultura.

Anteriormente conhecida por Coleção de Arte da Secretaria de Estado da Cultura ("Coleção SEC"), conta atualmente com cerca de 1.400 peças.

A missão de David Santos era apresentar uma proposta para a sua programação e circulação, trabalhando estreitamente com a Comissão para a Aquisição de Arte Contemporânea.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+