Tempo
|
A+ / A-

Cinema

Bruce Willis anuncia reforma após diagnóstico de afasia

30 mar, 2022 - 18:23 • Redação

Ator, conhecido por interpretar personagens icónicas em filmes como "Die Hard", "Pulp Fiction" ou "Sexto Sentido", tem 67 anos.

A+ / A-

O ator Bruce Willis decidiu abandonar a sua carreira depois de ser diagnosticado com afasia, uma condição que afeta a habilidade de comunicar.

A informação foi confirmada no Instagram por vários elementos da família, esta quarta-feira, numa mensagem emotiva. Bruce Willis, conhecido por interpretar personagens icónicas em filmes como "Die Hard", "Pulp Fiction" ou "Sexto Sentido", tem 67 anos.

"Aos apoiantes incríveis do Bruce, como família, queríamos partilhar que o nosso querido Bruce está com alguns problemas de saúde e foi recentemente diagnosticado com afasia, que está a afetar as suas habilidades cognitivas", é dito numa publicação feita por Demi Moore.

"Como resultado disto, e depois de muita deliberação, o Bruce afasta-se agora da carreira que lhe diz tanto", assegura a missiva.

"Este é um momento muito desafiante para a nossa família e agradecemos o vosso contínuo apoio, compaixão e amor. Seguimos como família unida, mas queríamos envolver os fãs porque sabemos o quando ele significa para vocês, como vocês significam muito para ele", justifica a família.

"Como o Bruce sempre diz "Vivam!" e, juntos, planeamos fazer isso mesmo", remata.

A afasia é um distúrbio de linguagem que afeta a comunicação, uma condição que altera a capacidade do paciente de comunicar de forma adequada, seja expressando-se verbalmente, sendo compreendendo o que é dito ou escrito. Uma afasia pode surgir graças a uma lesão cerebral, especialmente no lado esquerdo do cérebro, no local que controla as funções cerebrais ligadas à linguagem.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+