Tempo
|
A+ / A-

Morreu o ator brasileiro Tarcísio Meira, ídolo das telenovelas

12 ago, 2021 - 15:36 • Redação

Tarcísio Meira faleceu aos 85 anos de idade. Estava doente com Covid-19.

A+ / A-

Morreu o ator brasileiro Tarcísio Meira, que ficou conhecido pelos seus papéis em várias telenovelas ao longo das décadas.

Tarcísio Meira faleceu aos 85 anos de idade.

Ficou doente com Covid-19 a 6 de agosto, juntamente com a mulher Glória Menezes, e não resistiu à doença, avança o jornal "Folha de S. Paulo".

O mesmo jornal adianta que, quer Tarcísio Meira quer Glória Menezes, tinham as duas doses da vacina contra a doença.

O ator brasileiro, natural de São Paulo, celebrizou-se pelos seus papéis em telenovelas, em que muitas vezes vestiu a pele de galã e homem rico e poderoso.

Tarcísio Meira entrou em telenovelas bem conhecidas do público português, nomeadamente "Guerra dos Sexos", "Roque Santeiro", "Tieta". "O Rei do Gado", "Torre de Babel", "Roda de Fogo" ou na segunda versão de "Gabriela".


Nascido em outubro de 1935, Tarcísio Magalhães Sobrinho - o seu nome de batismo - estudou para tentar abraçar a carreira diplomática, mas um chumbo acabou por levá-lo para o teatro, que na altura considerava ser um passatempo.

Estreou-se como ator profissional no teatro em 1959, com 24 anos de idade, na peça "O Soldado Tanaka".

A partir daí, a sua carreira foi sempre em crescendo, chegou à televisão e tornou-se um dos atores mais queridos dos brasileiros.

Nos últimos anos, participou em "A Leo do Amor", de 2016, onde fez o papel de um empresário corrupto, e em "Orgulho e Paixão", em 2018, tendo deixado o projeto devido a problemas de saúde.

Tarcísio Meira tinha sido dispensado pela rede Globo em setembro do ano passado, devido aos cortes implementados em plena pandemia de Covid-19.

Ao longo da sua carreira arrecadou vários prémios. O ator gostava de agricultura e era proprietário de várias terras.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+