Tempo
|
A+ / A-

Somos outra vez campeões da Europa. Sobreiro de Palmela é a árvore do ano

21 mar, 2018 - 18:13

O sobreiro 'assobiador' de Águas de Moura tem 234 anos. Venceu o concurso da Árvore Europeia do Ano, com mais de 26 mil votos.

A+ / A-

O sobreiro 'assobiador' de Águas de Moura, em Palmela, com 234 anos venceu o concurso da Árvore Europeia do Ano, com 26.606 votos, foi anunciado esta quarta-feira no Parlamento Europeu (PE), em Bruxelas.

Atrás do sobreiro 'assobiador' - assim chamado devido aos pássaros que se juntam a chilrear na sua copa ao fim do dia - ficaram os ulmeiros ancestrais de Cabeza Buey (Espanha), com 22.323 votos, e um carvalho chamado 'o Ancião das Florestas de Belgorod', na Rússia.

Em nome da candidatura portuguesa, o secretário-geral da União da Floresta Mediterrânica (Unac), Nuno Calado, disse estar muito feliz pela vitória portuguesa, "não só por ser a primeira vez que Portugal participa no concurso, mas também porque tem sido um ano muito difícil".

O anúncio coincidiu com o Dia Internacional da Floresta e a cerimónia decorreu no Parlamento Europeu (PE), em Bruxelas.

Portugal participou pela primeira vez nesta iniciativa, tendo a votação decorrido 'online' até 28 de fevereiro.

A árvore vencedora foi plantada mesmo no centro de Águas de Moura, em 1874, e tem 234 anos e 16,2 metros de altura.

A árvore foi já descortiçada mais de 20 vezes e está classificada como "Árvore de Interesse Público" desde 1988 e inscrita no Livro de Recordes do Guinness como "o maior sobreiro do mundo".

Portugal competiu com outros 12 países europeus: Bélgica, Bulgária, Croácia, República Checa, Hungria, Lituânia, Polónia, Roménia, Rússia, Eslováquia, Espanha e Reino Unido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    02 dez, 2023 Palmela 10:34
    Ah! Agora e que estou a ver " esta aqui o sobreiro da aldeia dos( brincas).
  • Vladmir
    24 mar, 2018 Petrogrado 21:47
    Oxalá não cair por cima de nenhum pessoa. Vir outra vez kamarada kostov de gravato preto a chorar a chorar com lágrima na canta do olho. O que os Portugueses ser campeões de inferioridade inteligência!

Destaques V+