Tempo
|
A+ / A-

Francisco denuncia "drama global" do tráfico de pessoas

08 fev, 2024 - 22:32 • Ecclesia

O 10.º Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas tem como tema ‘Caminhando pela dignidade: escutar, sonhar, agir’.

A+ / A-

O Papa denunciou esta quinta-feira o “drama global” do tráfico de seres humanos, numa mensagem para o Dia Mundial de Oração e Reflexão sobre o tema, promovido pela ‘Talitha Kum’, rede internacional de religiosas e instituições católicas.

“Penso nas vítimas dos conflitos, das guerras, nas pessoas afetadas pelos efeitos das alterações climáticas, nas multidões de migrantes forçados, em quem é objeto de exploração sexual ou laboral, nomeadamente mulheres e meninas. Escutemos o seu grito de ajuda, deixemo-nos interpelar pelas suas histórias”, apela Francisco.

O 10.º Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas, que conta com uma “maratona” online, nos cinco continentes, tem como tema ‘Caminhando pela dignidade: escutar, sonhar, agir’.

A iniciativa, criada em 2015, acontece na memória litúrgica de Santa Josefina Bakhita, religiosa sudanesa que, no século XIX, foi escrava e vítima de tráfico humano.

“De todo o coração me uno a vós, especialmente aos jovens, que em todo o mundo trabalhais para debelar este drama global”, diz o Papa.

Em Roma, 50 jovens representantes da rede internacional que promove a jornada – entre estudantes, voluntários, investigadores, criativos, comunicadores, ativistas e profissionais contra o tráfico humano – estão reunidos desde a última sexta-feira para encontros de formação e sensibilização sobre o tráfico.

Francisco agradece ainda pelos “numerosos os jovens” que se comprometem na causa deste dia mundial.

“O seu entusiasmo aponta-nos o caminho, dizendo-nos que, contra o tráfico, temos de escutar, sonhar e agir”, afirma.

O Papa convida à implementação de “ações concretas” de combate ao tráfico de seres humanos, “nas famílias, nas comunidades paroquiais e religiosas, nas associações e movimentos eclesiais, e mesmo nos vários âmbitos sociais e na política”.

“Sabemos que é possível combater o tráfico, mas precisamos de chegar à raiz do fenómeno, erradicando as suas causas”, sustenta.

A jornada coordenada pela ‘Talitha Kum’, rede promovida pela União Internacional das Superioras Gerais (UISG) e pela União dos Superiores Gerais (USG), em colaboração com o Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral, o Dicastério para a Comunicação, e o Dicastério para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, organismos da Santa Sé, a que se somam outras instituições religiosas e de solidariedade da Igreja Católica.

“De coração vos agradeço e abençoo, a vós que trabalhais na causa promovida por este Dia, e abençoo todos aqueles que querem empenhar-se contra o tráfico e toda a forma de exploração para construir um mundo de fraternidade e de paz”, conclui o Papa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+