A+ / A-

​Papa acusa de hipocrisia os que se escandalizam com bênçãos a homossexuais

07 fev, 2024 - 12:35 • Aura Miguel

Crítica do Papa deixada numa entrevista em que também elogia o papel das mulheres na Cúria romana. "Em certos cargos, fazem um trabalho melhor do que nós, homens."

A+ / A-

O Papa Francisco critica a "hipocrisia" dos que se escandalizam com uma bênção dada a um homossexual, mas não se escandalizam com outras situações similares.

"Ninguém se escandaliza se dou a benção a um empresário que talvez explore as pessoas, o que é um pecado gravíssimo; mas escandalizam-se se a dou a um homossexual. Isto é hipocrisia", diz o Papa a propósito da Declaração "Fiducia Supplicans", numa breve entrevista ao Semanário “Credere”, publicação religiosa do grupo editorial San Paolo.

A reação de Francisco, manifestada numa conversa com o diretor desta publicação, refere-se às reações que têm surgido, um pouco por todo o mundo, desde a publicação daquela Declaração do Dicastério para a Doutrina da Fé.

A Santa Sé tem vindo a recordar que nada impede uma benção individual. No entanto, as polémicas referem-se à bênção de casais homossexuais ou em situação irregular.

Nesta entrevista, o Papa elogiou o papel das mulheres na Cúria romana, considerando mesmo que “em certos cargos, fazem um trabalho melhor do que nós, homens”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+