Tempo
|
A+ / A-

Peregrinação a Fátima. Bispo de Angra pede orações pela paz

13 set, 2023 - 00:00 • Teresa Paula Costa

Em Fátima rezou-se pela paz no mundo, especialmente na Ucrânia, Marrocos e Líbia.

A+ / A-

O bispo de Angra pediu nesta noite de terça-feira em Fátima orações pela paz.

Perante milhares de peregrinos que assistiram às celebrações da peregrinação de setembro, D. Armando Esteves Domingues destacou a importância da oração para se alcançar a paz.

A paz não se constrói co palavras bonitas e grandes discursos feitos por pessoas importantes, por ventura, diante de ilustres senhores do mundo", disse o bispo.

"A paz é como uma semente que germina em homens novos, moldados na oração e na luz do Evangelho, no Terço e na vela acesa".

Lembrando que, em setembro de 1917, Nossa Senhora pedia aos pastorinhos para continuarem a rezar o terço para alcançarem o fim da guerra, D. Armando Esteves Domingues pediu "que nenhuma cruz nos roube a paz",

"Peçamos igualmente a paz para a Ucrânia e todos os países em guerra", afirmou o prelado, especialmente "a paz para as vítimas do terramoto em Marrocos e as inundações na Líbia".

Defendendo que a "Igreja somos todos nós", o bispo disse que "implicar-se nesta saída da Igreja, ir ao encontro dos outros para fazer caminho juntos, ser dom para os outros sem esperar recompensa deve ser lema de todo o batizado".

Nestas celebrações de 12 de setembro participaram alguns milhares de peregrinos portugueses e estrangeiros.

Um total de 40 grupos inscreveu-se nos serviços do santuário, sobretudo vindos de Itália e da Polónia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+