A+ / A-

JMJ: Peregrinos com descontos de 50% nos monumentos de Sintra e horários dedicados

12 jul, 2023 - 19:57 • Lusa

Estas condições vão vigorar entre 24 de julho e 6 de agosto, entre as 15h30 e as 17h30.

A+ / A-

Os participantes na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) vão ter um desconto de 50% nos monumentos do concelho de Sintra, do distrito de Lisboa, e horários dedicados de visitação, anuncia a empresa gestora.

Estas condições vão vigorar entre 24 de julho e 6 de agosto, entre as 15h30 e as 17h30, segundo indica a empresa Parques de Sintra-Monte da Lua (PSML).

Parque e Palácio da Pena, jardins e Palácio de Monserrate, Castelo dos Mouros, Convento dos Capuchos, jardim e Chalet da Condessa d"Edla, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz e a Escola Portuguesa de Arte Equestre sediada nos Jardins históricos de Queluz, são os monumentos abrangidos pela medida.

"No caso do Palácio Nacional da Pena, o único monumento nacional com sistema de "slot"s" horárias, será reservado uma percentagem de entradas apenas para os voluntários e peregrinos neste período", explica a PSML.

A empresa refere ainda que vai articular e desenvolver medidas de prevenção e segurança com a proteção civil de Sintra e com as autoridades nacionais, de forma a "antecipar e precaver o "aumento significativo de circulação de pessoas que se antecipe neste período".

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 1 e 6 de agosto , com as principais cerimónias no Parque Eduardo VII e no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

O primeiro encontro aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado, nos moldes atuais, por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que será encerrada pelo Papa, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJ Lisboa 2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Angelus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+