A+ / A-

Natal. Símbolos da JMJ são “enorme honra” e “inspiração” na Diocese das Forças Armadas e Forças de Segurança

19 dez, 2022 - 17:36 • Ecclesia

Mensagem natalícia de D. Rui Valério realça também que a cruz e o ícone potenciam a paz, luz e esperança.

A+ / A-

O bispo das Forças Armadas e Forças de Segurança considera, na sua mensagem de Natal, que a presença dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) naquela diocese são “uma inspiração” para o caminho “de abnegação e sacrifício”.

“Para além de constituir uma enorme honra, eles são também uma inspiração para o nosso caminho de abnegação e sacrifício e um enriquecimento para a nossa vida de serviço e dedicação à Nação e à humanidade”, escreveu D. Rui Valério na sua mensagem natalícia.

Nessa medida, tanto a Cruz como o Ícone Salus Populi Romani (símbolos da JMJ) “não só estão em profunda harmonia com o presépio, como potenciam a mensagem de paz, luz e esperança inerentes ao próprio acontecimento do Natal”, sublinhou o bispo do Ordinariato Castrense.

O “grave momento histórico”, que a humanidade atravessa, impele soldados, guardas e polícias a revisitarem, “com o coração agradecido, os frutos de paz e segurança, que também são obra da sua missão, e a redescobrirem, o quanto estão enraizados no Mistério do nascimento de Jesus Cristo e, por isso, afiguram-se tão decisivos para o mundo inteiro”, lê-se no documento.

A luz que brilhou nas trevas continua “a resplandecer na abnegada missão dos militares e dos elementos das Forças de Segurança e no heroico cumprimento do dever com que atuam nas penumbras da história, e iluminam as noites escuras das sociedades”, realça o Bispo das Forças Armadas e Forças de Segurança.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+