Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Papa reza pelos ucranianos a poucos dias do aniversário do genocídio do Holodomor

23 nov, 2022 - 09:36 • Aura Miguel com redação

Entre 1932 e 33, a alimentação foi usada como arma de guerra pela Rússia, quando a requisição forçada de quotas de cereais aos agricultores ucranianos conduziu à morte de cerca de 4 milhões de pessoas

A+ / A-

O Papa Francisco rezou, esta quarta-feira, por todas as pessoas atingidas por guerras e conflitos no mundo, lembrando em particular os ucranianos e invocando o Holodomor, também conhecido como a Grande Fome de 1932-33.

"Rezemos pela paz no mundo e pelo fim de todos os conflitos, com um pensamento particular pelos terríveis sofrimentos do querido e maritirizado povo ucraniano."

No próximo sábado, destacou Francisco, "decorre o aniversário do terrível genocídio do Holodomor, o extermínio pela fome, causado artificialmente por Estaline".

Entre 1932 e 33, a alimentação foi usada como arma de guerra pela Rússia, quando a requisição forçada de quotas de cereais aos agricultores ucranianos conduziu à morte de cerca de 4 milhões de pessoas, com os resistentes ao regime soviético a serem perseguidos e a verem as suas colheitas destruídas e casas incendiadas.

"Rezemos pelas vítimas deste genocídio e rezemos por tantos ucranianos, crianças, mulheres e idosos que hoje sofrem o martírio da agressão", ressaltou o Papa.

As declarações foram proferidas na audiência geral desta manhã, na qual o Papa fez ainda referência à Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer em Lisboa no próximo ano, e também ao Mundial do Qatar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+