Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Papa agradece “dedicado e zeloso serviço” do cardeal Hummes

05 jul, 2022 - 16:29 • Teresa Paula Costa

Francisco lembra “longos anos de zeloso serviço” de cardeal Hummes na arquidiocese de S. Paulo e na Amazónia e manda bênção apostólica.

A+ / A-

O Papa Francisco disse nesta terça-feira que foi com “profundo pesar” que recebeu a notícia do falecimento do Cardeal Cláudio Hummes, da arquidiocese de S. Paulo, no Brasil.

Num telegrama enviado ao Arcebispo Metropolitano da arquidiocese, Cardeal Odilo Pedro Sherer, Francisco agradece a Deus pelos “longos anos de seu dedicado e zeloso serviço, sempre pautado pelos valores evangélicos, à santa mãe Igreja nos diversos encargos pastorais que lhe foram confiados, tanto no Brasil como na Cúria romana”.

O Santo Padre lembra também o “empenho” do cardeal Hummes “em anos recentes, pela Igreja que caminha na Amazónia” e referiu que “trago sempre vivas na memória as palavras que Dom Cláudio me disse no dia 13 de março de 2013, pedindo-me que não me esquecesse dos pobres.”

E termina a sua mensagem, enviando a sua bênção apostólica “como penhor de consolação e de esperança na vida eterna”.

O cardeal e arcebispo emérito de São Paulo, D. Cláudio Hummes, que liderou o Sínodo da Amazónia e era empenhado no combate à crise climática, morreu nesta segunda-feira aos 87 anos, vítima de um cancro.

D. Cláudio Hummes, que em 2006 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como prefeito da Congregação para o Clero do Vaticano e membro da Ordem Franciscana dos Frades Menores desde 1952, tornou-se conhecido no Brasil há cerca de 40 anos como responsável pela Pastoral Obrera, na qual atuou entre 1979 e 1990.

Hummes foi nomeado arcebispo de São Paulo em 1998 pelo Papa João Paulo II, que em 2001 o nomeou cardeal, e ocupou essas funções até que em 2006 foi transferido por Bento XVI para Roma, para assumir a Congregação para o Clero do Vaticano.

Em setembro de 2019, o cardeal Hummes desempenhou um papel de liderança durante o Sínodo sobre a Amazónia, do qual foi relator.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+