Tempo
|
A+ / A-

“Quando há vontade política encontram-se soluções”

17 mar, 2022 - 18:14 • Ângela Roque

Cáritas Europa aplaude decisão da União Europeia ativar a Diretiva de Proteção Temporária em relação aos cidadãos da Ucrânia. Shannon Pfohman, da organização católica, considera muito positivo que os parceiros europeus se tenham entendido nesta matéria.

A+ / A-

“A situação na Ucrânia é muito preocupante, tal como nos países vizinhos”, afirma Shannon Pfohman. A diretora de advocacy na Cáritas Europa diz-se, por isso, “muito satisfeita” com a decisão da União Europeia ativar a Diretiva de Proteção Temporária.

“Vai garantir a quem foge da guerra acesso imediato ao mercado de trabalho, habitação, educação para os jovens. Isto é mesmo importante, e mostra que quando há vontade política as soluções podem ser rapidamente encontradas, para responder à vaga de refugiados”, sublinha.

A situação na Ucrânia tem mobilizado a rede Cáritas a nível europeu e mundial, assegurando ajuda material e de proximidade.

“A Cáritas é uma organização humanitária, temos membros por toda a Europa, assim como a Cáritas Internacionalis. Estamos comprometidos em garantir apoio humanitário, no terreno e em diferentes países”, explica à Renascença e à agência Ecclesia esta responsável, que considera fundamental manter a ajuda a quem está no terreno.

“A Cáritas Ucrânia continua no país a apoiar os mais vulneráveis que lá permanecem, seja com alimentos, seja com água, as necessidades mais básicas”. Mas é preciso ir atuando a outros níveis. “Uma das coisas que estamos a tentar fazer é reforçar a coordenação entre os diferentes estados membros, para que as pessoas que cheguem tenham acesso à proteção que precisam”.

Shannon Pfohman esteve esta quinta-feira na paróquia de S. Julião da Barra, em Oeiras, a apresentar o relatório sobre a Pobreza 2021, que a instituição católica elaborou, e que incide sobre as dificuldades no acesso ao mercado de trabalho em 18 países europeus, incluindo Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+