Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

D. José Ornelas sai "triste" de Setúbal, mas parte "contente" para Leiria-Fátima

28 jan, 2022 - 11:00 • Olímpia Mairos

O novo bispo de Leiria-Fátima toma posse no dia 13 de março. Até lá, continua em Setúbal, presidindo à vida da diocese, como administrador diocesano.

A+ / A-

O Vaticano anunciou esta sexta-feira a nomeação, pelo Papa Francisco, de um novo bispo para a Diocese de Leiria-Fátima. A escolha recaiu em D. José Ornelas, até agora bispo de Setúbal e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

Na reação à nomeação, D. José Ornelas diz que parte para este novo desafio com total disponibilidade para acolher aquilo que a Igreja lhe pede.

“Sinto um misto de sentimentos contrastantes, que não é fácil de exprimir, mas que posso resumir em duas atitudes, de Jesus e de Maria, pelas quais tenho procurado orientar a minha vida ao serviço do Evangelho”, afirma o novo bispo de Leiria-Fátima.

D. José Ornelas refere-se à atitude e missão de Jesus, descrita na carta aos Hebreus “Eis-me aqui para fazer a tua vontade” e à atitude e disponibilidade de Maria que em resposta ao mensageiro de Deus “Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”.

“Foi procurando assumir essa disponibilidade que cheguei a Setúbal, há seis anos; e é com a mesma atitude que agora parto para Leiria-Fátima”.

O novo bispo de Leiria-Fátima assume que vai sentir saudade da Diocese de Setúbal, mas garante que vai assumir o novo desafio com expectativa.

“Para fazer um trabalho, um bispo precisa de mais tempo. E, por isso, não aceito isto assim com ausência, pelo incómodo que traz a saudade. Mas também estou habituado a dizer a pessoas a quem eu peço, também, coisas dessas, aos padres e outras pessoas, que quem não leva saudades nem as deixa é muito mau”, explica D. José Ornelas.

“Se eu levo saudades é porque aprendi a gostar desta diocese. Foi aqui que aprendi a ser bispo, fui muito bem acolhido, algo que me fica com uma grande alegria que levo no meu coração. Foi um privilégio e um dom muito grande ter conhecido esta diocese, ter vivido aqui, ter sido Igreja aqui, com este povo”, acrescenta.

D. José Ornelas diz que parte de Setúbal “triste”, mas realça que não vai triste para a nova missão.

“Vou com a atitude livre e disponível para trabalhar onde Deus chama e considero que, através das mediações da Igreja, é Deus que me chama para lá e eu vou e vou contente; não só, vou com muita expectativa".

Nesta sua primeira mensagem, após a sua nomeação, D. José Ornelas saúda o Cardeal D. António Marto e adianta que o seu projeto imediato é o de trabalhar em prol de uma Igreja sinodal.

“É com estes sentimentos e com verdadeira emoção, alegria e esperança que saúdo toda a Igreja de Leiria-Fátima, a começar pelo Cardeal D. António Marto, ao qual me liga uma grata amizade fraterna, nascida à sombra do Evangelho e no serviço da Igreja. Assumo com gratidão e como desafio a herança de pastor que ele me deixa, no seguimento de outros dedicados bispos, de quem D. Serafim de Sousa Ferreira e Silva é testemunha, felizmente, presente na diocese”, escreve.

“Juntos procuraremos escutar o chamamento de Deus a toda a Igreja, convocada para um caminho sinodal de escuta, comunhão participada e missão”.

Quase a terminar, D. José Ornelas lembra que começou o seu ministério episcopal percorrendo a Diocese de Setúbal com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, referindo que foi ela a primeira guia na missão, pedindo-lhe, agora, que o acompanhe em Leiria-Fátima.

“Agora, peço-lhe que me acompanhe nesta nova missão em Leiria-Fátima. Que ela nos ensine a todos a sermos uma Igreja modelada na sua atitude de Mãe carinhosa, atenta à Palavra de Deus", partilha o bispo eleito de Leiria-Fátima.

"Aprendamos a ser uma Igreja cuidadora de todos, especialmente dos mais pequenos e frágeis, como ela fez com os pastorinhos, aos quais se revelou, consolou, fortaleceu e deu esperança, para vencerem inúmeras dificuldades, como a pandemia, a doença, a guerra e a própria morte”.

D. José Ornelas toma posse como bispo de Leiria-Fátima no dia 13 de março. Até lá, continua em Setúbal, presidindo à vida da diocese, como administrador diocesano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+