Tempo
|
Autárquicas 2021
36,42%
136Câmaras
14,6%
68Câmaras
11,46%
27Câmaras
7,72%
18Câmaras
5,8%
18Câmaras
3,98%
0Câmaras
2,42%
0Câmaras
1,65%
5Câmaras
0,98%
0Câmaras
10,83%
9Câmaras
  • Freguesias apuradas: 3005 de 3092
  • Abstenção: 45,23%
  • Votos Nulos: 1,62%
  • Votos em Branco: 2,53%

A+ / A-

​Dia Mundial dos Avós e Idosos quer “unir gerações”

17 jul, 2021 - 08:21 • Ângela Roque

Iniciativa do Papa está marcada para 25 de julho. Pastoral Familiar desafia os mais velhos a escrever “um sonho, uma memória e uma oração”, e convida os netos a visitarem os avós e outros idosos que estejam sozinhos.

A+ / A-

"Eu estou contigo todos os dias" foi o tema escolhido para o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, instituído pelo Papa Francisco a 31 de janeiro deste ano, e que vai ser assinalado pela primeira vez a 25 de julho, junto à festa litúrgica de São Joaquim e Santa Ana, que se assinala a 26.

Para Francisco Pombas, diretor do Departamento Nacional da Pastoral Familiar (DNPF), a iniciativa do Papa ajuda a recentrar e reforçar a importância que deve ser dada aos mais velhos nas famílias.

“No fundo o que o Papa Francisco desafia é que haja a partilha de momentos entre avós e netos, que muitas vezes era impossível durante a semana. O Dia de São Joaquim e de Santa Ana este ano calha numa segunda-feira, tornar esse dia visível e celebrativo no domingo mais próximo permitirá esta partilha de momentos entre avós e netos, que é muito importante”, sublinha.

Na mensagem que divulgou para este dia, o Papa dirigiu-se aos idosos na primeira pessoa, garantindo-lhes que “Deus está sempre connosco, nunca se reforma”.

E deixou vários desafios, que Francisco Pombas recorda. “Um deles é que os netos visitem os avós, não tem de ser no próprio dia, mas nos dias próximos do dia 25; o outro é que os jovens se organizem e visitem idosos que estejam sozinhos, quer nas suas casas, quer em residências de acolhimento ou lares; um terceiro foi lançado às paróquias e dioceses, para que uma das missas desse domingo seja celebrativa, dedicada ao dia dos avós”.

Seguindo o que o Papa propõe na mensagem, a Pastoral Familiar deixa um convite aos avós de todo o país para que partilhem “um sonho, uma memória e uma oração”. Para isso, explica, “o DNPF editou um desdobrável para que os avós possam expressar por escrito exatamente isso: um sonho, uma memória e uma oração, que partilhem isso com as suas famílias, e até, se quiserem, com o Departamento Nacional, para fazermos chegar a mais pessoas, e até ao próprio Dicastério da Família, em Roma”.

O panfleto desdobrável está disponível no site do Departamento Nacional da Pastoral Familiar, onde “pode ser descarregado e impresso”. A ideia é que os avós e idosos “sejam eles próprios protagonistas”, e que isso vá sendo feito “ao longo destes dias, antes de 25 de julho”, explica à Renascença Francisco Pombas.

Para assinalar o Dia Mundial dos Avós e dos Netos, a Pastoral Familiar preparou alguns vídeos (com testemunhos de uma cuidadora, de crianças e de uma avó), e vai promover uma “Conversa em Família”, e uma mesa redonda, iniciativas que vão ficar disponíveis no site e na página do Departamento Nacional da Pastoral Familiar no Facebook.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    17 jul, 2021 Funchal 13:28
    Muitos sem a pensão dos velhinhos, passavam fome. E para não falar da moradia.

Destaques V+