Tempo
|
A+ / A-

Vaticano

Papa continua a recuperar e está "comovido com mensagens de carinho"

07 jul, 2021 - 11:13 • Aura Miguel , Olímpia Mairos

Francisco, de 84 anos, está internado desde domingo em Roma, após ter sido sujeito a uma intervenção programada.

A+ / A-

“O curso pós-operatório do Papa Francisco continua regular e satisfatório”, informa esta quarta-feira o gabinete de imprensa da Santa Sé.

A breve nota revela ainda que continua a alimentar-se regularmente, tendo sido suspensa a terapia de infusão.

“O exame histológico definitivo confirmou estenose diverticular grave com sinais de diverticulite esclerosante”, pode ler-se.

O diretor do serviço de Gastrenterologia e Hepatologia do Hospital de Santa Maria, Rui Tato Marinho, explica à Renascença que uma “estenose é um aperto no intestino, ou seja, o intestino tem um diâmetro que podem ser cinco centímetros e aquilo fica apertado, apertado até que pode não deixar passar e a pessoa tem que ser operada”.

Em síntese, “é um aperto como se fosse no trânsito do engarrafamento das fezes” e sendo “diverticular, tem a ver com os divertículos que são bolsinhas, balõezinhos que aparecem na parede do intestino e podem ter inflamação”, diz o especialista.

“Ao longo do tempo, se esta inflamação se repete muitas vezes, pode provocar cicatrizes e ficar cada vez mais entupido”, conclui.

O mesmo texto sublinha que o Papa, de 84 anos, “está comovido com tantas mensagens e manifestações de carinho que tem recebido” e “expressa a sua gratidão pela proximidade e oração”.

O Papa foi sujeito a uma intervenção cirúrgica intestinal realizada na Policlínica Gemelli, no domingo. Segundo, as informações até agora divulgadas, está prevista uma hospitalização de cerca de sete dias, caso não existam complicações.

Uma semana antes, Francisco, na sua habitual aparição dominical, pediu ao público orações especiais para si próprio, um apelo que pode ter sido relacionado com a cirurgia planeada.

Esta foi a primeira hospitalização conhecida do Papa desde que foi eleito para líder máximo da Igreja Católica, em 2013.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+