Tempo
|
A+ / A-

Papa e Grande Imã de Al-Azhar assinalam Dia da Fraternidade Humana

01 fev, 2021 - 11:32 • Aura Miguel

Celebração “responde ao apelo que o Papa Francisco tem lançado a toda a humanidade para construir um presente de paz no encontro com o outro”.

A+ / A-

O Papa Francisco participa online na celebração do Dia Internacional da Fraternidade Humana, que se assinala pela primeira vez na próxima quinta-feira, 4 de fevereiro.

Estabelecida pela ONU, esta data coincide com a assinatura do "Documento sobre a fraternidade humana para a paz mundial e a convivência comum", a 4 de fevereiro de 2019, em Abu Dhabi, durante a visita apostólica do Papa aos Emirados Árabes Unidos, juntamente com o Grande Imã de Al-Azhar (Cairo), Ahmad Al-Tayyeb.

Esta celebração “responde ao apelo que o Papa Francisco tem lançado a toda a humanidade para construir um presente de paz no encontro com o outro”, lê-se num comunicado do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso. “Em outubro de 2020, esse convite tornou-se ainda mais vivo com a Encíclica Fratelli tutti. Estas reuniões são um modo de alcançar a verdadeira amizade social, como o Santo Padre nos pede”, diz o texto comunicado assinado pelo cardeal Miguel Ángel Ayuso Guixot, presidente deste dicastério.

A comemoração vai juntar numa sessão online, o Papa Francisco e o Grande Imã de Al-Azhar, Ahmad Al-Tayyeb. O evento é organizado pelo Xeque Mohammed bin Zayed, em Abu Dhabid, e conta também com a participação do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres.

Na mesma ocasião será atribuído o Prémio Zayed para a Fraternidade Humana, igualmente inspirado no referido Documento sobre a Fraternidade Humana assinado a 4 de fevereiro de 2019.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+