Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Eutanásia

"Chocante". Bispo de Santarém diz que aprovação da eutanásia é "teimosia ideológica"

29 jan, 2021 - 18:42 • Filomena Barros

D. José Traquina afirma que “a liberdade não pode ficar acima da vida”, sublinhando que a legalização da eutanásia "vai gerar medos e dúvidas".

A+ / A-

O bispo de Santarém considera “chocante” a legalização da eutanásia, aprovada esta sexta-feira no Parlamento.

Em declarações à Renascença, D. José Traquina defende que “a liberdade não pode ficar acima da vida” e que a lei que regula a morte medicamente assistida representa “uma teimosia ideológica que vai gerar medos e dúvidas.

D. José Traquina fala de “contrassenso” e diz não compreender por que razão “existe esta vontade de aprovar uma lei que promove a morte assistida” num contexto de “tantas mortes por Covid-19”.

O bispo de Santarém, que preside, também, à Pastoral Social e da Mobilidade Humana, lamenta que não tenham sido ouvidos os apelos de “milhares de pessoas, instituições de solidariedade, a União das Misericórdias, tantas pessoas a pedirem a revisão desta postura”.

O passo seguinte do diploma está nas mãos do Presidente da República e D. José Traquina espera Marcelo Rebelo de Sousa tome uma decisão que represente a maioria de portugueses que o reelegeu.

“Sendo ele contra, e tendo tido uma votação tão substancial para ser eleito, a sua palavra era suficiente para representar as pessoas que o elegeram e que o têm como Presidente… ele saberá como fazê-lo”, concluiu.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Adélio Pequenino
    31 jan, 2021 Terras da Vernária 20:38
    Continuem a libertar, com o voto, falsários e sanguinários, defensores de sanguinário, ímpios, republicanos, laicos e socialistas. Jesus Cristo foi bem elucidativo. Ele disse: os cabritos vão para a esquerda. Os cordeiros para a direita. Boa noite.

Destaques V+